Translate

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Portela doa máscaras e cestas básicas para PMs, bombeiros, guardas municipais e policiais civis

Em mais um sábado da campanha Águia Solidária, escola entregou 200 cestas para famílias cadastradas e 100 quentinhas para moradores em situação de rua

A diretoria da Portela doou, no último sábado (30), máscaras de tecido e cestas básicas para instituições e órgãos públicos da região de Madureira e adjacências. A ação, que faz parte da campanha Águia Solidária, promovida pela escola desde o início de abril, contemplou a Polícia Militar, a Polícia Civil, a Guarda Municipal e o Corpo de Bombeiros.

Os trabalhos no Portelão começaram bem cedo, com a entrega de 200 cestas básicas para moradores pré-cadastrados pelo Departamento de Cidadania. Em seguida, foram fornecidas senhas para outras famílias que também estão no banco de dados. Desde o início da campanha, a escola já doou 1.266 cestas básicas.

Após o término do atendimento na quadra, voluntários saíram por Madureira para levar 100 refeições prontas e guaraná natural para moradores em situação de rua. As quentinhas, compostas por arroz, feijão, frango ensopado e legumes, foram preparadas por Thamyris Macedo, sócia da escola.

Outro grupo partiu para uma missão igualmente importante: ajudar instituições e agentes públicos. Foram doadas 200 máscaras para o 8º GBM, no Campinho, e outras 100 unidades para a 29ª DP (Madureira). Para o 9º BPM (Rocha Miranda), a escola destinou 200 máscaras e quatro cestas básicas, que irão para famílias de PMs mortos pela Covid-19 e em combate. A agremiação doou, também, 200 máscaras e uma cesta básica para o posto da Guarda Municipal do Parque Madureira (11ª Inspetoria).

Liderada pela diretora de Cidadania Hellen Mary, a comitiva que visitou os órgãos públicos contou com as presenças de Ruan Lucena, membro do Departamento Cultural, e de Edilasio Alex, integrante do time de diretores de Harmonia. Vale lembrar que todas as máscaras doadas foram confeccionadas no barracão da Portela, na Cidade do Samba, através de uma parceria com a Liesa.

Muitos anônimos e artistas já contribuíram para a campanha Águia Solidária. Quer doar também? É muito fácil! Pode ser através de transferência bancária ou pelo aplicativo PicPay, via cartão de crédito. E qualquer valor será muito bem-vindo!

  

Campanha Águia Solidária

Dados para transferência bancária

Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela

Banco Bradesco

Agência 3469

Conta Corrente 026838-0

CNPJ: 42.255.075/0001-63

Link para doações pelo PicPay

http://bit.ly/portelapicpay


Foto: Divulgação
Legenda: Policiais do 9º BPM recebem as doações das mãos da diretora Hellen Mary, de Ruan Lucena (agachado) e de Edilasio Alex 


LEIA TAMBÉM
>>> Sócios, componentes e torcedores da Portela viram voluntários na campanha Águia Solidária


Fonte: www.gresportela.com.br

Ala das baianas da Portela conquista troféu Gato de Prata 2020

Os organizadores do Troféu Gato de Prata 2020 elegeram a ala das baianas da Portela, comandada por Jane Carla, a melhor do Grupo Especial. A lista dos vencedores da tradicional premiação foi anunciada na última sexta-feira (29).

Por conta da pandemia do coronavírus, a 11ª solenidade de entrega aos melhores do carnaval será realizada no dia 11 de julho, às 20h, durante uma live no YouTube.

O Gato de Prata é promovido pelo intérprete e compositor Tico do Gato. A coordenação é do jornalista Waltinho Honorato. Lúcia Mello e Robson Aldir assinam a produção.

Confira a lista dos vencedores


GRUPO ESPECIAL

Melhor Samba-enredo: Mocidade Independente 

Compositores: Sandra de Sá, DR Márcio, Igor Vianna, Jefferson Oliveira, Prof. Laranjo, Renan Diniz, Solano Santos e Telmo Augusto.

Melhor Harmonia: Mocidade Independente (diretor geral Wallace Capoeira)

Melhor Ala de Baianas: Portela (presidente Jane Carla)

Melhor Comissão de Frente: Mangueira (coreógrafos Rodrigo Negri e Priscila Motta)

Melhor Bateria: Vila Isabel (mestre Macaco Branco)

Melhor Galeria da Velha Guarda: Salgueiro (presidente Caboclinha)

Melhor ala de Passistas Femininos: Salgueiro (diretor Carlinhos Coreógrafo)

Melhor Rainha de Bateria: Beija-Flor (Raissa de Oliveira)

Melhor Escola: Grande Rio

Melhor Intérprete: Grande Rio (Evandro Mallandro)

Melhor Ala de Passistas Masculinos: Viradouro (diretor Valci Pelé)

Melhor Comunicação com o Público: Samba da Viradouro

Melhor Ala: Viradouro (carpinteiro juvenil)

Melhor Carnavalesco: Viradouro (Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon)

Melhor Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira: Viradouro (Julinho e Rute Alves)

 

SÉRIE A

Melhor Escola: Imperatriz 

Melhor Destaque de luxo: Imperatriz (Simone Drumond)

Melhor Comissão de Frente: Imperatriz (Hélio Bejani e Beth Bejani)

Melhor Bateria: Imperatriz (mestre Lolo)

Melhor Rainha de Bateria: Imperatriz (Iza)

Melhor Harmonia: Imperatriz – Jorge Arthur e André Bonatte

Melhor Enredo: Cubango (Luiz Gama – um grito de liberdade e de igualdade)

Melhor Samba-Enredo: Cubango

Compositores: Robson Ramos, Sardinha, Anderson Lemos, Duda Tonon, Júnior Fionda, Sérgio Careca, Tricolor e Rildo Seixas

Melhor Intérprete: Porto da Pedra (Pitty de Menezes)

Melhor Ala de Baianas: Porto da Pedra (presidente Lindalva Mendonça)

Melhor Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira: Unidos de Padre Miguel (Vinicius Antunes e Jéssica Ferreira) 

Revelação 2020: Mestre-sala do Império Serrano (Matheus Machado)

Homenagens Especiais: Rildo Seixas e jornalista João Paulo Saconi

Foto: Henrique Matos
Legenda: Ala das baianas da Portela foi eleita a melhor do Grupo Especial

Fonte: www.gresportela.com.br

Nota de pesar - torcedora Marcia Reguffe

A diretoria da Portela lamenta o falecimento de Marcia Reguffe, de 55 anos, integrante da torcida organizada Nação Portelense e do bloco Biritas, Mas Num Cai. Internada desde o dia 9 de maio, ela morreu de complicações causadas por Covid-19, segundo relato do presidente da torcida Nação Portelense, João Paulo Barbosa. O enterro aconteceu neste sábado (30), no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

Apaixonada pela Portela, Marcia passou a fazer parte da torcida organizada em 2015. Em 2016 desfilou em ala. No ano seguinte, marcou presença com seus companheiros e as demais torcidas organizadas no Desfile das Campeãs, encerrando a passagem da Portela pela Avenida durante a comemoração pelo título.

Marcia frequentava a Feijoada da Família Portelense e fazia questão de acompanhar a agremiação em eventos nas escolas coirmãs. Ela gostava, também, de ajudar a organizar a confraternização nas arquibancadas do Sambódromo durante os ensaios técnicos da Portela, sempre com os membros da sua torcida.

Formada em Direito, Marcia trabalhava como síndica num prédio em Copacabana, bairro onde também morava.

O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela se solidarizam com os familiares e amigos de Marcia Reguffe.


Fonte: www.gresportela.com.br

Somos 70%

sábado, 30 de maio de 2020

Sócios, componentes e torcedores da Portela viram voluntários na campanha Águia Solidária

Força-tarefa permitiu escola distribuir mais de mil cestas básicas e 300 quentinhas desde abril

As contribuições de anônimos e artistas já permitiram que a Portela ultrapassasse a marca de mil cestas básicas e 300 quentinhas doadas para a comunidade desde o início de abril. O crescimento da campanha Águia Solidária, que é coordenada pelo Departamento de Cidadania, no entanto, também se deve ao trabalho voluntário de sócios, componentes e torcedores da escola.

Moradora de Marechal Hermes e proprietária de uma hospedaria, a sócia Lúcia Boudrini faz parte do grupo que tem sido fundamental para o fortalecimento das ações. No último sábado (23), ela cozinhou em sua própria casa a tripa lombeira que foi distribuída para 100 moradores em situação de rua na região de Madureira. Por fazer parte do grupo mais vulnerável ao coronavírus, ela contou com amigos para levar a comida até o Portelão.

"Trabalhei durante muitos anos cozinhando para moradores em situação de rua. Quando soube que a Portela estava fazendo esse trabalho, me animei. Mas como sou do grupo de risco, porque estava recém-operada, não tinha como sair de casa para ajudar. Aí o Marcio (Mandosio Gomes), que faz parte de um grupo de amigos portelenses que está sempre na quadra, me disse que iria oferecer ajuda. Foi aí que pensei na tripa lombeira. Outro amigo, o Marcelo Rocha, comprou as embalagens. Foram 100 quentinhas, guaraná natural e mais a comida para alimentar quem está trabalhando na distribuição das cestas, pois são verdadeiros heróis. Sair de casa nessa pandemia para ajudar ao próximo é algo que merece aplausos. Tem gente mobilizada nas torcidas organizadas também! Um outro amigo, o Jose Carlos Camarinha, quer ajudar com o material para uma feijoada... Enfim, a Portela toda está de parabéns! É muito gratificante poder encontrar paz dentro da solidariedade, poder fazer uma comida para quem está precisando. Isso me traz um bem-estar enorme", revela Lúcia.

Funcionária da Justiça Federal e prima de Lúcia, a sócia Thamyris Macedo também se mobilizou e ofereceu um almoço solidário com 100 quentinhas, que serão distribuídas neste sábado (30). "A ideia de ajudar nasceu dentro do grupo de sócios e amigos portelenses que nós temos. Quando a Lúcia falou, logo me ofereci também. Eu estava na ânsia de ir pra rua, de ajudar, mas não posso porque estou no grupo de risco. Minha mãe, que tem 80 anos, mora comigo. Aí pensei em cozinhar, porque é uma coisa que gosto bastante. Imediatamente comentei no meu trabalho e vieram diversas contribuições em dinheiro para eu poder comprar a comida, que será arroz, feijão, frango ensopado e legumes. Fique muito feliz! Tudo isso é uma oportunidade inestimável de poder ajudar. Me sinto útil, produtiva. Na verdade, isso me ajudou muito. Representa algo muito maior do que a ajuda que estou dando", detalha Thamyris.

Outros voluntários têm se desdobrado na arrumação, montagem e distribuição de cestas básicas na quadra. É o caso de Luiz Amora, que já fez parte da Harmonia e desfila desde 2010 na escola. Ele conta que viu sua vida mudar após participar da força-tarefa. "É muito gratificante! Eu andava meio agoniado, sem dormir. Hoje estou muito mais calmo. Depois que comecei a ajudar na campanha, passei a me sentir uma pessoa melhor. Começamos cedo, aos sábados, com a distribuição das cestas para as pessoas cadastradas. No início da tarde partimos para entregar as quentinhas por Madureira. Somos um time! Fico muito feliz de poder ajudar."

Para Nilson do Amaral, servidor público federal e um dos diretores de Harmonia da escola, ser voluntário na campanha Águia Solidária representa uma bênção em sua vida. "Me sinto gratificado de poder participar. Estamos passando por momentos muito difíceis. Por isso, é nessa hora que precisamos ajudar a quem precisa. Me sinto abençoado, pois Deus me deu a graça de poder ajudar. E o sucesso da campanha me deixa muito feliz! Mostra que a Portela vai além do samba e que a Águia estará sempre presente e ajudando aos seus", diz Nilson, que, além de atuar no Portelão, integrou o mutirão responsável por buscar as doações vindas da Live do Samba, na quadra da Unidos da Tijuca, ao lado de Júnior Escafura, membro da comissão de Carnaval.

Outros diretores de Harmonia da Portela também estão bastante envolvidos com a campanha, entre eles Anderson, Tadeu, Marcelo Ribeiro, Alessandro, Alex, Alexsander, Cleide, Thaissa, Nardo e Selma. Nas próximas semanas, outros darão reforço, de acordo com as necessidades.

Prestador de serviço nos eventos da Portela, o operador de som Guto Mix colocou seu caminhão à disposição para a colheta de cestas básicas e distribuição de quentinhas. Outras peças importantes na execução das tarefas são Ruan Lucena, membro do Departamento Cultural, e Paulinho da Valéria, administrador da quadra. Marcio Mandosio Gomes, Claudiano, Luiz Carlos, Luciana Valente e os seguranças do Portelão completam o time de ouro.

Já Sérgio Gredilha e Antônio Padilha estão entre os sócios contribuintes que enviaram cestas básicas. Artistas como Thiaguinho, Roberta Sá, Dudu Nobre, Pipa Brasey e Lucio Sanfilippo, além de diversos empresários, também fizeram doações expressivas de alimentos.

"Se hoje a nossa campanha já conseguiu distribuir mais de mil cestas e doar mais de 300 quentinhas, devemos agradecer muito ao trabalho dos muitos voluntários que foram se integrando ao nosso time desde o início de abril. Como estamos em plena pandemia, seria complicado a gente convocar pessoas para ajudar. Por isso, foi muito importante todos terem se apresentado voluntariamente. É impossível citar todo mundo, mas quero deixar meu eterno agradecimento a todos eles. É muito emocionante ver a proporção que a Águia Solidária está tomando. E a ajuda de todos é fundamental. Trabalhar pela comunidade é algo que está presente em nossa história desde a fundação, com Paulo da Portela. Esse é o papel da nossa diretoria", resume a diretora de Cidadania da Portela, Hellen Mary.


Campanha Águia Solidária

Dados para transferência bancária

Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela

Banco Bradesco

Agência 3469

Conta Corrente 026838-0

CNPJ: 42.255.075/0001-63

Link para doações pelo PicPay

http://bit.ly/portelapicpay



Fonte: www.gresportela.com.br

Morre o compositor Evaldo Gouveia, lenda da MPB e autor dos sambas da Portela de 1974 e 1978

A diretoria da Portela lamenta o falecimento do músico e compositor Evaldo Gouveia, de 91 anos, ocorrido na noite desta sexta-feira (29), em Fortaleza, no Ceará. Considerado um dos maiores compositores da história da MPB, ele é coautor de clássicos como "Brigas", "Alguém Me Disse", "Somos Iguais", "Sentimental Demais" e muitos outros, todos em parceria com Jair Amorim. Com passagem marcante pela Portela na década de 1970, Evaldo Gouveia assinou os sambas-enredos de 1974 ("O Mundo Melhor de Pixinguinha") e 1978 ("Mulher à Brasileira"). Evaldo e Jair também compuseram o sucesso "O Conde" (eternizado por Jair Rodrigues), que homenageia a eterna porta-bandeira Vilma Nascimento.

De acordo com o portal G1, Evaldo, que estava com a saúde fragilizada desde 2017 quando sofreu um AVC, faleceu em decorrência de complicações causadas pelo coronavírus. A informação foi confirmada ao G1 por Ulysses Gaspar, biógrafo do artista.


Fonte: www.gresportela.com.br

sexta-feira, 29 de maio de 2020

LIESB oficializa retorno da Arame de Ricardo

Por David Júnior

A LIESB anunciou na noite de quarta-feira, 27 de maio, o retorno da Arame de Ricardo a seus quadros. A entidade informou que a agremiação entregou a documentação e registros nos órgãos competentes. A escola disputou no Carnaval 2020 a Série B organizada pela LIVRES.

Decisão

A nova diretoria da Arame de Ricardo anunciara no dia 1º de maio a decisão de mudar de liga para a disputa do Carnaval 2021.


Fonte: www.revistacarnaval.com.br

Boi da Ilha do Governador se filia a Liga Livres RJ

Por Fábio Silva

A diretoria da Liga LIVRES RJ vem a público comunicar a filiação de mais uma agremiação. O Grêmio Recreativo Escola de Samba Grêmio Recreativo Escola de Samba Boi da Ilha do Governador entregou sua carta de filiação a associação, tornando-se, assim, mais um membro da família LIVRES RJ. Portanto, a partir de agora, tudo relacionado ao carnaval desta agremiação será de nossa parte, assim como as demais escolas filiadas e fundadoras da Liga. 

Há 32 anos erguendo seu pavilhão como escola de samba, o Boi da Ilha tem belíssimos desfiles em sua história. Durante alguns anos, já foi uma das agremiações da Série A do carnaval carioca, lutando por uma vaga no Grupo Especial. Na agremiação desde 2015, o atual Presidente Roberto Pereira, fala um pouco sobre os desfiles do Boi da Ilha na série A e sua trajetória na escola.

"Eu desfilo no Boi da Ilha há muitos anos, me tornei vice-presidente em 2015 e dois anos depois, com  a saída do Presidente, eu assumi a presidência. Ficamos muito tempo na série A do carnaval a um passo do céu, disputamos título com grandes escolas como Estácio de Sá, União da Ilha e entre outras. Mas, infelizmente depois que caímos do A para o B, só fomos ladeira abaixo. Mas a nossa vontade de trabalhar é muito grande ! Vamos batalhar para voltarmos ao que já fomos um dia e estamos dispostos a levantar a comunidade Boiadeira. "

Sem desfilar desde 2018, a agremiação voltará a brilhar no carnaval carioca pela Liga LIVRES RJ, prometendo voltar com força total. Com muita confiança no futuro da escola, o Presidente Roberto afirma que a partir de agora os carnavais da vermelho e branco da Ilha do Governador vão ter valor e reconhecimento. 

"A comunidade Boiadeira vai ficar muito feliz em voltar a desfilar. Na LIVRES, eu tenho confiança nas pessoas, sinto firmeza no que a entidade está nos propondo. Eu acredito muito dessa liga, principalmente pelas questões de prestação de contas e nas justificativas."


Fonte: www.galeriadosamba.com.br

quarta-feira, 27 de maio de 2020

LIVRES registra mais uma filiação

Por David Júnior

A LIVRES anunciou nesta quarta-feira, 27 de amio, a filiação da Chatuba de Mesquita. A agremiação disputou o Grupo de Avaliação em 2020 e deixou a LIESB, que administra esta divisão da folia. A agremiação disputa o Carnaval do Rio de Janeiro desde 2005, iniciando como bloco de enredo.

O presidente da Chatuba de Mesquita, Natalino Junior, justificou a filiação à entidade. “Um dos fatores de estar me filiando a LIVRES é a liberdade de expressão, o poder falar, a transparência e ter voz. Estamos tendo uma nova opção, um lugar que existe transparência, onde a plenária é soberana, onde temos vozes e podemos falar. Isso é muito importante para o Carnaval!”

Adesões

A Chatuba de Mesquita é a segunda agremiação a deixar a LIESB e se filiar à LIVRES após os desfiles de 2020. A Feitiço do Rio, que também disputou o Grupo de Avaliação este ano, havia aderido à entidade em março.


Fonte: www.revistacarnaval.com.br

Paes critica Crivella por ‘jogar contra o Carnaval: ‘Vejo preconceito. Acho que tem condições de dar subsídio’

Por Redação SRzd

Em entrevista ao jornalista e diretor do SRzd, Sidney Rezende, e à repórter Bruna Fantti, através do jornal O Dia, o pré-candidato a prefeito Eduardo Paes criticou a atuação de Marcelo Crivella frente ao Carnaval. Para Paes, há um preconceito por parte do atual chefe do executivo do Rio. Segundo o pré-candidato, Crivella não só corta a subvenção das escolas como bota a população contra a festa.

“O problema do Crivella com o Carnaval é que ele pega a principal festa e manifestação cultural da cidade e põe a população contra ela. Faz anúncios contra o Carnaval. Não bastassem as características culturais e o protagonismo que o Carnaval tem pra cidade, você causa um impacto econômico que traz receitas pro município e depois pela imagem que é gerada”, disse Eduardo Paes.

O pré-candidato afirmou que não discorda em reduzir a subvenção destinada às agremiações em momento de crise, mas que ele não acredita que esse seja o motivo pelo qual Crivella tenha cortado a verba. Para Paes, o prefeito deixou de dar dinheiro por preconceito.

“Eventualmente o prefeito ter diminuído ou cortado o subsídio não acho que é um problema. Você ter uma situação econômica ruim e ficar difícil você fazer, ok. Não vejo nenhum drama nisso. Mas eu acho que tem condições, sim, de dar o subsídio. Eu vejo um preconceito aí.”

Folião assumido e torcedor da Portela, Eduardo Paes, que foi prefeito entre 2008 e 2016, foi responsável por dobrar a subvenção das escolas de samba em 2015. Cada uma passou a receber R$ 2 milhões. A partir de 2017, começaram os cortes de Crivella até chegar a 2020, quando as agremiações não receberam nada pela primeira vez desde 1933.

“Não tô pedindo pra ele virar carnavalesco, ficar sambando ou ficar na Sapucaí a noite inteira. Mas que ele respeite o povo que faz essa festa fantástica que é o Carnaval. Não precisa ficar cutucando o tempo todo um patrimônio do Rio. A minha sensação é que o Crivella joga contra uma parte, a maioria da cidade, e as pessoas não são iguais”, concluiu Paes.


Fonte: www.srzd.com

Liesa e escolas de samba divulgam questionário para pesquisa de casos de COVID-19

Por Fábio Silva

Em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Comissão RJ Ciência no Combate à COVID-19, a LIESA e as escolas de samba participam da campanha de divulgação do questionário digital que objetiva o levantamento de casos de subnotificação (ainda não informados oficialmente) da doença no Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com o Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Leonardo Rodrigues, através dessa primeira ação será possível permitir às autoridades de saúde e gestão o estabelecimento de ações preventivas e melhores condutas nas políticas públicas em prol da sociedade. Será possível comparar os índices de casos notificados e subnotificados.

“Estaremos colaborando para que haja a geração de dados da população fluminense e, como resultado, teremos um mapa com os casos de infectados localizados através do CEP no Estado do Rio de Janeiro”, concluiu Leonardo Rodrigues.

As pessoas poderão responder ao questionário através do site LiesaNet e dos sites das agremiações.

Clique aqui para responder o questionário e participar da pesquisa do Governo do Estado.

Fonte: www.galeriadosamba.com.br

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Portela ultrapassa marca de mil cestas básicas distribuídas para comunidade

A campanha Águia Solidária, promovida pela diretoria da Portela, ultrapassou as mil cestas básicas distribuídas para a comunidade de Madureira e Oswaldo Cruz. A marca foi alcançada, nesta segunda-feira (25), com a entrega de mais 76 unidades para trabalhadores informais da região, totalizando assim 1.046 cestas básicas doadas desde o início de abril, quando começou a arrecadação.

No último sábado (23), a campanha teve um dia muito importante. Além da doação de alimentos e produtos de higiene para outras 200 famílias cadastradas, a Portela distribuiu 100 quentinhas para moradores em situação de rua. A comida foi preparada por voluntários na cozinha da quadra.

No mesmo dia, com a participação de diversos diretores de Harmonia, a Azul e Branco organizou as cestas básicas e os fardos de alimentos enviados pelos organizadores da Live do Samba, promovida pela Beija-Flor, no último dia 9. Todo o material arrecadado na ocasião foi dividido entre as sete agremiações participantes da live beneficente. As doações foram separadas na Unidos da Tijuca e, em seguida, levadas para as agremiações.

A campanha Águia Solidária teve, ainda, outras contribuições expressivas nos últimos dias. O Madureira Shopping, parceiro antigo da agremiação, doou 300 cestas. A cantora portelense Roberta Sá, através de uma live, enviou outras 100, que serão distribuídas em breve. Pipa Brasey, Dudu Nobre, Lucio Sanfilippo e Thiaguinho engrossam a lista de artistas que já doaram.

A Portela também segue destinando alimentos para algumas instituições sociais. A mais recente doação foi feita para a Casa Ronald McDonald, no Maracanã, que cuida de crianças e adolescentes com câncer. A ONG Casa da Vida, de Manguinhos, e o projeto social Colo de Mãe Madureira fazem parte da lista de contemplados.

Diante da pandemia do coronavírus, máscaras de tecido confeccionadas no barracão da escola, em parceria com a Liesa, têm sido entregues com as cestas básicas para a comunidade. A meta da diretoria é produzir cinco mil máscaras.

Para poder comprar mais cestas básicas (cada uma custa R$ 65), a Portela está convocando componentes e torcedores, além de empresas, a doarem para a campanha. As contribuições podem ser por transferência bancária ou pelo aplicativo PicPay, via cartão de crédito. Qualquer valor será muito bem-vindo!


Campanha Águia Solidária

Dados para transferência bancária

Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela

Banco Bradesco

Agência 3469

Conta Corrente 026838-0

CNPJ: 42.255.075/0001-63

Link para doações pelo PicPay

http://bit.ly/portelapicpay


Fonte: www.gresportela.com.br

Nota de pesar - compositor Laerte Medeiros

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela lamenta informar o falecimento do compositor Laerte Medeiros, membro da Ala Ary do Cavaco. Ele sofreu um infarto, na última sexta-feira (22), e não resistiu.

Laerte, como era mais conhecido no carnaval, também marcou seu nome na escola de samba Arrastão de Cascadura, onde foi fundador, presidente, diretor de carnaval e compositor. O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam o falecimento de Laerte e se solidarizam com seus familiares e amigos.


Fonte: www.gresportela.com.br

Leitores preferem que escolas divulguem agora seus enredos

Por Redação Carnavalesco

Lançar os temas, sinopses e até os sambas-enredo não afetaria o isolamento social, afinal, tudo pode ser realizado de forma digital

Após dois meses de quarentena contra a Covid-19 alguns governos estaduais e municipais “esqueceram” os números do novo Coronavírus no Brasil (em boletim divulgado neste domingo pelo Ministério da Saúde o Brasil tem 363.211 casos confirmados de Covid-19 e 22.666 mortes foram registradas) e estão relaxando o isolamento social. Apesar disso, ainda não é possível definir qual é o futuro do Carnaval 2021. Somente nas últimas 24 horas, o ministério registrou 15.813 novos casos e 653 mortes.

Levando em consideração a indefinição sobre a realização dos desfiles em 2021 o site CARNAVALESCO fez uma pesquisa com seus seguidores no Twitter (@scarnavalesco) sobre os enredos.

Lançar os temas, sinopses e até os sambas-enredo não afetaria o isolamento social, afinal, tudo pode ser realizado de forma digital. As lives que fazem grande sucesso durante a quarentena são exemplos que podem ser adaptadas para os concursos de samba, inclusive, algumas escolas do Rio de Janeiro, como o Império da Tijuca, e, de São Paulo já programaram finais e lançamento das obras, através das plataformas digitais.

Porém, de outro lado, é levantada a questão do momento. A cada dia o país perde mais e mais pessoas. Seria o período certo para falar em algo de escola de samba?

A pesquisa mostrou que a maioria quer que os enredos sejam divulgados agora, afinal, nesta data é que surgem os temas, sinopses e começam as produções dos sambas-enredo, mexendo com a indústria do carnaval, os compositores e torcedores. Ressaltando que tudo isso pode ser realizado com total segurança e de forma online.

Foram 71,5% dos votos para os enredos serem anunciados agora e 28,5% para que esperem o fim da quarentena. Durante live da Liga-SP e em conversas com dirigentes da Liesa é informado que está muito cedo para fazer qualquer previsão sobre os desfiles de 2021.

O mais provável é que até o fim de julho ou primeira quinzena de agosto aconteça um esboço de proposta, inclusive, com reuniões para alinhamento de ideias com a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão dos desfiles no Rio de Janeiro e em São Paulo.


Fonte: www.carnavalesco.com.br

sábado, 23 de maio de 2020

Portela homenageia vítimas do coronavírus em vídeo

Por Redação Carnavalesco

A Portela lançou um vídeo em suas redes sociais para homenagear as vítimas da Covid-19 no Brasil. No dia em que o País ultrapassou o número de 20 mil mortos, na última quinta-feira, a Azul e Branco lembrou que o número equivale a quatro Portelões lotados. A quadra da escola, em Madureira, tem capacidade para cinco mil pessoas.

O texto que acompanha o vídeo homenageia, também, a memória de quatro portelenses que estão entre as vítimas: o enfermeiro Evandro Barbosa, o ex-diretor de bateria Álvaro Silva, a torcedora Denise Teixeira da Rocha, além de Ana Maria Almeida Vitalino, membro da família do compositor Manacéa e da baluarte Dona Neném.

O material foi produzido pelas assessorias de comunicação e marketing da agremiação.

Confira o vídeo clicando aqui


Fonte: www.carnavalesco.com.br



sexta-feira, 22 de maio de 2020

Morre o compositor Jorge Macedo, principal parceiro de David Correa

Sambista também fez história no Salgueiro e na Vila Isabel

Mais um compositor portelense que fez história no carnaval carioca nos deixou. Jorge Macedo, tricampeão de samba-enredo na Azul e Branco e principal parceiro de David Correa, faleceu, aos 71 anos, no último dia 17, uma semana depois da morte do grande amigo David. 

Jorge Macedo de Almeida passou a frequentar a Portela em meados da década de 1970, levado por David Correa. Em 1980, ao vencer o samba "Hoje Tem Marmelada" com o amigo, começou a viver seu período de glórias. As vitórias dos dois se repetiram nas disputas de 1981 e 1982, com o antológico "Das Maravilhas do Mar, Fez-se o Esplendor de Uma Noite" e com "Meu Brasil Brasileiro", respectivamente. 

Assinou, também, os sambas do Salgueiro, em 1984, e da Vila Isabel, em 1985 e 1986, todos eles com David Correa. Na década de 1990, ainda concorreu no Salgueiro, em 1993, mas logo depois foi se afastando do carnaval.

Fora do universo das agremiações, teve composições gravadas por Roberto Ribeiro ("De Palmares ao Tamborim" e "Coisas da Vida"), Almir Guineto ("Terreirão") e Arlindo Cruz ("Lição de Malandragem"), entre outros nomes. Formado em Direito, fez carreira como criminalista. Outra grande paixão, além da Portela, foi o jiu-jítsu. 

De acordo com Jaqueline Macedo, filha do sambista, Jorge tinha a saúde muito debilitada, pois havia sofrido um AVC em 2016 e logo depois foi diagnosticado com mal de Alzheimer. Em 2019 teve um novo Acidente Vascular Cerebral e passou a ficar acamado. No início do último mês de abril, ele deu entrada na UPA de Senador Camará, com quadro de infecção urinária e falta de ar. 

Dias depois, por conta de suspeita de Covid-19, foi transferido para o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, onde apresentou piora e passou por sessões de hemodiálise. Ainda segundo Jaqueline, o pai, que precisou ser entubado, chegou a fazer o teste da doença, mas o resultado não saiu a tempo. As causas da morte, de acordo com o atestado de óbito, foram septicemia, pneumonia e suspeita de Covid-19, como relatou a filha.

O corpo foi cremado no Cemitério do Caju. Dias depois, a família jogou as cinzas no mar, atendendo a um desejo do sambista. 

O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam profundamente o falecimento de Jorge Macedo e se solidarizam com seus familiares e amigos. 

  
Sambas-enredos assinados por Jorge Macedo 

Portela 1980 - Hoje Tem Marmelada

Portela 1981 - Das Maravilhas do Mar, Fez-se o Esplendor de Uma Noite

Portela 1982 - Meu Brasil Brasileiro

Salgueiro 1984 - Skindô, Skindô

Vila Isabel 1985 - Parece Até Que Foi Ontem

Vila Isabel 1986 - De Alegria Cantei, de Alegria Pulei, de Três em Três, Pelo Mundo Rodei


Fonte: www.gresportela.com.br

Morre J. Rodrigues, um dos autores so Samba-enredo Incrível, ‘Fantástico, Extraordinário’

A diretoria da Portela lamenta comunicar o falecimento do compositor J. Rodrigues, de 94 anos, sócio benemérito da escola e um dos autores do samba-enredo "Incrível, Fantástico, Extraordinário", de 1979. O sambista, que sofria de diabetes e hipertensão, teve um infarto. O corpo será enterrado nesta sexta-feira (22), às 14h45, no Cemitério Municipal de Nova Iguaçu, na Baixada.

Apaixonado pela Portela e pelo América, Jorge Rodrigues começou a frequentar a Azul e Branco ainda na década de 1960. No início dos anos 70, chegou a assinar como testemunha a escritura do terreno comprado para a construção do Portelão, na então Rua Arruda Câmara (atual Clara Nunes).

Participou ativamente de diversas disputas de samba nas décadas de 1970, 1980 e 1990. Viveu seu maior momento ao compor, ao lado de David Correa e Tião Nascimento, "Incrível, Fantástico, Extraordinário", que faturou o Estandarte de Ouro de Melhor Samba-Enredo em 1979.

J. Rodrigues marcou presença, também, em concursos de sambas de terreiro e nos tradicionais festivais de chopp e de refrigerante. Integrou, ainda, a coordenação da Ala dos Compositores Ary do Cavaco em diferentes gestões. Em 1998, concorreu ao samba-enredo pela última vez. Nos últimos anos, estava afastado da agremiação por conta dos problemas de saúde.

Viúvo, ele deixa cinco filhos, sete netos e oito bisnetos.

O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam profundamente o falecimento de J. Rodrigues e se solidarizam com seus familiares e amigos.


Fonte: www.gresportela.com.br

Escolas de samba fecham parceria com Secretaria de Estado para descobrir subnotificações da Covid-19

Por Redação SRzd

Não importa a cor do pavilhão, as escolas de samba do Rio de Janeiro estão unidas contra o coronavírus. Em uma parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), as agremiações vão convocar integrantes das comunidades e seus familiares para responderem um questionário digital lançado neste mês para descobrir as subnotificações da Covid-19. Mocidade, Grande Rio, Tuiuti, Tijuca, Portela e Viradouro já embarcaram na missão. Distantes da Avenida, agora buscam um importante título para a população fluminense: a vitória contra a doença.

#SambaContraPandemia: confira as ações das escolas contra a Covid-19

O questionário foi elaborado por cientistas da Comissão RJ Ciência no Combate à Covid-19, sob coordenação da SECTI e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ). Disponibilizado pelo link bit.ly/indicarcovid19, o formulário leva apenas 2 minutos para ser respondido e solicita informações sobre contato com infectados, sintomas da Covid-19 e a localização dos casos.

O preenchimento não é obrigatório, mas a adesão em massa é de fundamental importância para o avanço de pesquisas e para que o Estado possa agir de forma mais assertiva, com base nos dados que são levantados em tempo real, formando um mapa com os casos de infectados geoposicionados por CEP.

À frente do projeto está a Profa. Dra. Maria Isabel de Castro Souza, Subsecretária de Ensino Superior, Pesquisa e Inovação. Segundo ela, o estudo, além de ser primordial para a ação pública mais efetiva, também trabalha a prevenção.

“Não temos testes, nem leitos e nem respiradores para todos. Então, quanto maior o número de ações preventivas identificando esses casos que são até então invisíveis, melhor será para o direcionamento do poder público nas medidas em prol da sociedade”, finalizou a subsecretária.

A base digital do levantamento é 100% segura e informações pessoais não serão divulgadas. Quanto maior o número de formulários preenchidos, melhores os resultados para estudos e para a obtenção de um panorama real das subnotificações. Sem esse resultado, é inviável mensurar o verdadeiro alcance da doença no Estado. A ciência precisa de ajuda e com apenas um clique, muitas vidas podem ser salvas.


Fonte: www.srzd.com

Ainda que não possamos dar aquele abraço, Feliz dia do abraço!


quinta-feira, 21 de maio de 2020

Live do Clube do Samba-Enredo é na terça-feira com intérpretes do carnaval

Por Redação Carnavalesco

Site CARNAVALESCO também entrou na divulgação e vai transmitir o encontro que receberá doações para o Retiro dos Artistas

O Clube do Samba-Enredo faz na terça-feira, 26 de maio, a partir das 20h, uma live especial nesse período fundamental de quarentena no combate ao novo Coronavírus. A Cerveja Original é parceira da iniciativa. O site CARNAVALESCO também entrou na divulgação e vai transmitir o encontro que receberá doações para o Retiro dos Artistas. Foram convidados os intérpretes: Tinga, Wantuir, Leonardo Bessa e Serginho do Porto.

“A ideia foi do Bruno Ribas, voz oficial do Clube, e conversamos com Stepan Nercessian para fechar a parceria com o Retiro dos Artistas. A campanha nas redes sociais do Clube ficará até dia 31 de maio, quando marcaremos, com fé em Deus, uma apresentação do Clube do Samba Enredo, lá no Retiro, para a entrega das doações”, explicou Edvaldo Ramos (Vavá), criador e Produtor Executivo do Clube do Samba-Enredo.

O repertório inclui os clássicos dos sambas-enredo, como “Os sertões”, “Exaltação a Mangueira”, “Lendas e Ministérios da Amazônia”, “Kizomba”, “Festa no Arraiá”, e muitos outros.

“Vamos prestar também uma homenagem ao Tantinho da Mangueira e ao David Corrêa, mestres que nos deixaram recentemente. Por sermos um grupo e contarmos com quatro convidados, que cantarão individualmente, vamos respeitar os procedimentos da distância e uso de máscara, como deve ser, exceto, os cantores convidados, o Bruno Ribas e a Sandra Portella, nova integrante do Clube”, explica Edvaldo Ramos.

A pandemia afetou em cheio os artistas e produtores culturais. O Clube do Samba-Enredo tinha apresentações agendadas e que foram canceladas.

“O impacto doeu no bolso. Tínhamos alguns shows bem interessantes que caíram por causa da pandemia. Tínhamos agenda para todos os dias da festa junina do Clube Atlhetico Paulistano. Queremos mesmo é que tudo isso passe e o Clube volte para os seus compromissos de shows. O futuro é buscar o que for possível no segundo semestre”.


Fonte: www.carnavalesco.com.br

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Desejo do torcedor! Monte a equipe dos sonhos da sua escola do coração

Por Redação Carnavalesco

Cada torcedor apaixonado tem no coração e na cabeça artistas do carnaval que estão na história de suas escolas de samba. O site CARNAVALESCO quer ouvir você. Monte como ficaria sua agremiação do Grupo Especial do Rio de Janeiro, levando em consideração o desfile que cantores, casais (juntos ou separados), coreógrafos, e mestres de baterias fizeram nas suas escolas. Além disso, você indica também o seu samba predileto para representar essa escola dos sonhos.

Importante: o critério é a pessoa ter desfilado na escola escolhida. Ao votar coloque também o ano, afinal, alguns artistas do carnaval fizeram história em mais de uma agremiação e podem ser escolhidos por torcedores de escolas diferentes.

O prazo para indicação dos escolhidos vai de 19 de maio até 24 de maio. A partir de segunda-feira, dia 25 de maio, o site CARNAVALESCO disponibilizará para votação geral com duas escolas por semana. Para votação de todos os internautas vamos apresentar até três pessoas mais votadas por categoria.

O calendário de votação geral é o seguinte: Imperatriz e Tuiuti (25/05 a 31/05), São Clemente e Unidos da Tijuca (01/06 a 07/06), Vila Isabel e Portela (08/06 a 14/06), Mangueira e Salgueiro (15/06 a 21/06), Beija-Flor e Mocidade (22/06 a 28/06) e fechando Grande Rio e Viradouro (29/06 a 05/07).

Abaixo, você pode clicar no nome da escola e escolher o (a) carnavalesco (a), o intérprete, a porta-bandeira, o mestre-sala, o (a) coreógrafo (a), e o samba-enredo.

VIRADOURO

GRANDE RIO

MOCIDADE

BEIJA-FLOR

SALGUEIRO

MANGUEIRA

PORTELA

VILA ISABEL

UNIDOS DA TIJUCA

SÃO CLEMENTE

PARAÍSO DO TUIUTI

IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE


Tradição notifica Lierj e promete acionar a Justiça caso não seja incluída na Série A

Por Redação SRzd

Via nota oficial, Tradição notificou a Lierj a respeito da não inclusão da agremiação no quadro de escolas filiadas à entidade que comanda a Série A. A Tradição foi a campeã da Intendente Magalhães pela liga LIVRES, que também notificou a Lierj. A questão é que há uma outra liga na Intendente, a Liesb, que também teve sua campeã e vice. A Lierj, por sua vez, só aceitou o acesso das agremiações da Liesb.

A Tradição e a LIVRES entregaram a notificação nesta segunda-feira (18) e pediram um esclarecimento da Lierj em um prazo de máximo de 48 horas. A Tradição “ainda não se encontra filiada em seus quadros; sua logomarca oficial ainda não se encontra estampada no site e nas redes sociais da Lierj; e não foi convidada para participar da ‘live’ a ser realizada no próximo dia 30/05, via redes sociais”, diz nota oficial da escola e da entidade.

A agremiação e a liga da Intendente afirmam que se a Lierj persistir com a não inclusão da Tradição em seu quadro, o Poder Judiciário seja acionado para resolver o quadro. A Tradição e a LIVRES afirmam que tanto a Riotur quanto a Prefeitura aceitaram o acesso da campeã da LIVRES e das duas melhores colocadas da Liesb para a Série A.

Leia a nota oficial na íntegra:

O G. R. E. S Tradição e a Liga LIVRES notificaram a LIERJ, na manhã desta segunda-feira (18/05), para que esclareça, no prazo de 48 horas, os motivos pelos quais a agremiação. até a presente data, ainda não se encontra filiada em seus quadros, visto ser a responsável pela organização e promoção dos desfiles da Série A; sua logomarca oficial ainda não se encontra estampada no site e nas redes sociais da LIERJ; e não foi convidada para participar da “live” a ser realizada no próximo dia 30/05, via redes sociais.

Segundo a notificação, a Tradição e a LIVRES acionarão o Poder Judiciário caso as regras do Carnaval 2020, homologadas pela Riotur e pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, não sejam cumpridas.


Fonte: www.srzd.com