Translate

sábado, 21 de julho de 2018

Só falta cantar! Lucinha Nobre encarna Clara Nunes, enredo da Portela em 2019

Por Redação


Fã declarada de Clara Nunes, enredo da Portela para o Carnaval 2019, a porta-bandeira da escola, Lucinha Nobre, fez um ensaio encarnando a cantora e compositora portelense, que morreu em 1983, aos 40 anos.

A dançarina contou ao Sambarazzo que até o Carnaval pretende realizar outras fotos inspiradas na artista mineira, sempre usando cenários diferentes. Para o primeiro ensaio, ela escolheu como locação as ruas de Madureira, reduto da Portela.


Porta-bandeira se diz muito fã da cantora Clara Nunes, enredo da Portela para 2019 
Foto: Leo Cordeiro Divulgação

Lucinha se deixou fotografar em locais como o Mercadão de Madureira, as escadarias e os trilhos da estação de trem, o Parque Madureira, além da quadra da Portela, lugar que Clara frequentou por muitos anos e também onde teve o corpo velado, numa despedida que atraiu milhares de fãs.

A produção do ensaio que apresenta a versão de Clara por Lucinha foi de Bruna Franklin e a maquiagem de Guilherme Camilo. As fotos são de Leo Cordeiro.
– Sou muito fã da Clara, então foi bem emocionante – conta a porta-bandeira.

Porta-bandeira gostaria de desfilar fantasiada de Clara

Apesar de posar como a cantora de sucessos como “Morena de Angola” e “Conto de Areia”, Lucinha Nobre ainda não sabe se vai desfilar interpretando Clara Nunes na Sapucaí.

– Sinceramente, eu acho que a Rosa (Magalhães, carnavalesca) não vai colocar a Clara logo no início do desfile. O enredo é ela, né? Acho que não vai ser isso, não. Mas nada foi falado ainda. Claro que eu adoraria me vestir de Clara – revela.

 A irmã de Dudu Nobre revelou que pretende realizar mais ensaios fotográficos até o Carnaval 
 Foto: Leo Cordeiro Divulgação

Em 2012, Lucinha Nobre teve a oportunidade de se apresentar no Sambódromo tendo como inspiração a homenageada no enredo. No desfile da Portela sobre a Bahia, ela representou Oxum e usou um cabelo bem parecido com o de Clara Nunes.


Lucinha Nobre ainda não sabe se interpretará Clara Nunes no desfile da Portela. Mas já adotou o visual usado pela ‘Guerreira’ (imagem em preto e branco) – Fotos: Divulgação  Leo Cordeiro/Divulgação

– A Portela é diferente. Esse enredo da Clara, nessa escola, considero muito fortalecedor. Vai ser uma loucura. Estamos mais bem preparados pro ano que vem – afirma Lucinha, que tem como mestre-sala o dançarino Marlon Lamar.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

A 1ª vez! Carlinhos de Jesus ansioso pra estrear na Portela: ‘Gosto de arriscar’

Por Redação


Pela primeira vez defendendo o pavilhão da Portela, Carlinhos de Jesus revelou que está com um certo “frio na espinha” para o Carnaval 2019. O coreógrafo da comissão de frente da azul e branco destacou que o enredo sobre Clara Nunes aumenta a responsabilidade para construir uma dança ainda mais competitiva.

Mesmo assim, o profissional não teme arriscar em inovações. Sem detalhar o que pretende fazer para o desfile da agremiação, Carlinhos de Jesus relembrou que, quando trabalhou com a carnavalesca Rosa Magalhães (na Vila, em 2013), teve bastante liberdade de criação.
Se o carnavalesco me permitir viajar dentro da proposta dele, eu vou arriscar. Gosto de arriscar. Quando falam que algo é muito arriscado pra mim, isso já me chama atenção, já quero. Se deixar, vou pra cima disso – diz.
Carlinhos declarou ainda a ansiedade de começar logo os ensaios para a temporada 2019 portelense. No último desfile, ele não defendeu nenhuma escola. A última bandeira que o mestre da dança brasileira defendeu foi da União da Ilha, em 2017, quando ganhou o “Estandarte de Ouro”, prêmio do Jornal O Globo aos destaques do ano.
Estou nervosíssimo, angustiado a meter a mão na massa logo. Carnaval pra mim é amanhã já (risos). Estou indo em alguns lugares pra fazer pesquisas, também estou me reunindo com a Rosa. Vai ser um trabalho muito ardoroso de toda uma equipe. Será o maior enredo do Carnaval 2019 – promete Carlinhos.
Do júri neste ano, a comissão de frente portelense arranjou as notas: 9,9; 9,9; 9,9 e 9,8. O resultado foi o pior entre os quesitos da campeã de 2017.
*Foto de capa: Irapuã Jeferson

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Pré-Carnaval! Riotur avança negociações com Uber para volta dos ensaios técnicos

Por Redação


O projeto da volta dos ensaios técnicos para o Carnaval 2019 parece cada vez mais perto de sair do papel. Durante o sorteio da ordem dos desfiles do Grupo Especial nesta terça-feira, 17, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, contou ao Sambarazzo que está confiante na retomada dos treinos gratuitos no Sambódromo.

Segundo o dirigente, existe real interesse do Uber em financiar os ensaios e Prefeitura do Rio e Liesa já levaram uma proposta formal ao aplicativo de transportes. A expectativa é de que nos próximos dias tudo esteja acertado.

– A volta dos ensaios técnicos é um desejo nosso. Nós entendemos a situação da Liesa. Então entramos em comum acordo com o Castanheira (Jorge, presidente da Liga) e levamos ao Uber uma proposta. Eles estão muito dispostos a participar e ser os realizadores, os incentivadores do ensaio técnico. Já levamos a proposta. Estamos aguardando a resposta. Já, já teremos boas noticias, se Deus quiser – adiantou Marcelo Alves (a entrevista completa por vídeo você encontra no Facebook do Sambarazzo).

Sambistas estão ansiosos
Enquanto a novidade não é confirmada, algumas personalidades do mundo do samba torcem para que a Avenida volte a encher nos meses que antecedem o Carnaval. Voz oficial da festa carioca, Jorge Perlingeiro enalteceu a iniciativa por aproximar quem não pode pagar os ingressos dos desfiles oficiais pra ver as escolas de samba.

– Não pode ter carnaval sem ensaio técnico. Tem que ter coisas antes, é o pré-Carnaval. Ter o povo na Sapucaí. Os ensaios beneficiam quem não pode pagar o ingresso – afirma Perlingeiro.

Comentarista da TV Globo, Milton Cunha também elogiou a participação das torcidas durante os treinos no Sambódromo:
– O ensaio técnico prova que a plateia é quem faz o espetáculo. Estive em Parintins (no festival dos bois Caprichoso e Garantido em Amazonas) recentemente e, nesse sentido, eles ganham da gente. Isso lá é melhor, a plateia participando. Aqui, só no ensaio técnico que isso acontece. No dia do desfile, não acontece nada. A torcida é a salvação da lavoura.

Os treinos foram cancelados para 2018 em virtude da falta de recursos financeiros. A Liesa argumentou que arcava sozinha com cerca de R$ 4 milhões para realização do evento.  Há 15 anos, os ensaios técnicos faziam parte das atividades de lazer dos cariocas, sempre com entrada franca, o que garantia a lotação máxima do Sambódromo.

Valor da subvenção deve continuar o mesmo

– Já estamos conversando com o prefeito (Marcelo Crivella). Já está na mesa da Casa Civil a renovação de toda a subvenção ao Carnaval. Existe um momento difícil da prefeitura, que é nítido. Há uma crise no Rio, no Brasil, que é muito grande. Mas estamos fazendo de tudo pra não passarmos dificuldades. Eu confio que nós continuaremos apoiando e trazendo mais marcas pra incrementar o espetáculo – finaliza Marcelo.

*Foto de capa: Irapuã Jeferson


Repercussão do sorteio: como cada escola reagiu à posição de desfile

Por João Carlos Martins

Cabeça baixa, sorriso, palmas e gritos. Diferentes foram as reações de cada escola de samba ao saber em qual posição desfilará no Carnaval 2019. O sorteio organizado pela Liesa desta terça-feira (17), na Cidade Samba, definiu a ordem do Grupo Especial no domingo, 3 de março, e segunda-feira, 4 de março, do ano que vem. O SRzd esteve presente na festa e revela como as agremiações reagiram às posição sorteadas.
Vale lembrar que, por decisão de plenária, Império Serrano, Unidos do Viradouro, Acadêmicos do Grande Rio e São Clemente tiveram ordem definida anteriormente e não participaram do sorteio na Cidade do Samba. O Império abrirá o domingo de Carnaval, seguido por Viradouro e Grande Rio. Já a São Clemente ficará responsável por ser a primeira a desfilar na segunda-feira.
Confira as reações das escolas:

Beija-Flor de Nilópolis
A atual campeã do Carnaval não teve a mesma sorte do ano passado e será a quinta a desfilar do domingo. Primeira a sortear, a Beija-Flor tinha 60% de chance de conseguir a segunda-feira, mas o vice-presidente Almir Reis ficou com o número 3 e foi para a primeira noite. Boa parte dos torcedores de outras agremiações comemoraram o resultado. Não se pode dizer o mesmo dos integrantes da azul e branca.
Almir contou ao SRzd que gostaria de ser a quinta de segunda-feira. Não conseguiu o dia, mas ficou com a posição. Na etapa seguinte do sorteio, o vice-presidente comemorou ao pegar a bola de número 5.
A porta-bandeira Selminha Sorriso saiu satisfeita com a ordem: “Eu acredito sempre no que está escrito. Se estava escrito que a Beija-Flor era para ser no domingo, então é domingo. Adorei a posição. Eu gosto do Carnaval da noite. A Beija-Flor pode ser campeã. Tá na hora de quebrar esse tabu da campeã sair sempre na segunda-feira”.

Paraíso do Tuiuti
Surpresa no domingo do Carnaval 2018, o Tuiuti desfilará na segunda-feira em 2019, e conseguiu a posição mais cobiçada do dia: a quinta. Integrantes da agremiação vibraram com ambos os sorteios, que definiram a escola na segunda-feira e depois na posição cinco.
O presidente Renato Thor, que havia dito ao SRzd que preferia ser a quarta do segundo dia, saiu feliz com a ordem de desfile: “Muito satisfeito. Eu antes falei que queria ser a quarta de segunda, mas eu sou uma pessoa de muita fé e, nessa noite, graças a Deus, o Paraíso do Tuiuti foi iluminado”.

Acadêmicos do Salgueiro
O ano de 2019 será mais um para aumentar a estatística da vermelha e branca: o Salgueiro é a escola que, nos últimos anos, mais desfilou no domingo de Carnaval. No sorteio desta terça-feira (17), a agremiação ficou com a posição menos desejada das que poderiam ser sorteadas: a quarta de domingo.
A presidente Regina Celi deixou a responsabilidade nas mãos do novo presidente de honra, Rafael Alves. O patrono sorteou a bola 4 nas duas vezes e não teve como escapar da posição ‘temida’. Para a mandatária Regina Celi, no entanto, não há problemas para o Salgueiro desfilar na ordem sorteada: “Tá bom. Segunda-feira a gente se distrai e brinca. Domingo tá forte”.

Portela
Com a ‘mão santa’ de mestre Monarco, a Portela desfilará, pela sexta vez consecutiva, na segunda-feira de Carnaval. O dia foi bastante comemorado pelos integrantes, mas a posição sorteada deixou uma impressão de que poderia ser melhor.
A porta-bandeira Lucinha Nobre havia contado ao SRzd que a escola queria ser a quinta de segunda-feira. Muitos portelenses pelas redes sociais manifestaram o desejo da agremiação encerrar o Carnaval. A azul e branca, no entanto, será a terceira a desfilar.
“Ótima posição. É segunda-feira. Até agora tá tudo dando certo: enredo, sorteio, comunidade animadíssima, só falta o samba, que eu tenho certeza que vai ser muito bom também”, disse, satisfeito, o presidente Luis Carlos Magalhães.

Estação Primeira de Mangueira
Desde que o carnavalesco Leandro Vieira chegou à Mangueira, a agremiação só desfila na sexta posição. Em 2019, não será diferente. A única mudança é em relação ao dia de desfile. Em 2018, a verde e rosa se apresentou domingo. No ano que vem, desfilará segunda.
O presidente Chiquinho tirou as bolas 9, na primeira etapa, e 6, na segunda etapa. Em ambos os sorteios, a nação mangueirense vibrou com o resultado. Leandro Vieira, em conversa com o SRzd, era só felicidade. Apesar de ter manifestado o desejo de encerrar os desfiles, o carnavalesco lembrou que a sexta escola se concentra no Balança Mas Não Cai, lado preferido da agremiação.
“Foi bom. Eu imaginei que a última escola fosse no Balança, mas, com sete, a última fica nos Correios. Eu não gosto dos Correios. Então, a Mangueira vai ser a última do Balança. Tá tudo ótimo”, comemorou Leandro Vieira.

Mocidade Independente de Padre Miguel
Posição bastante cobiçada em anos anteriores, ser a última a desfilar em 2019 não estava no primeiro plano de quase nenhuma agremiação. Restou para a Mocidade Independente a missão de encerrar a folia do ano que vem e enfrentar um dos maiores desafios para os carnavalescos: a luz do dia, que já esteve presente no desfile da escola em 2018, quando fechou o domingo.
“Eu acho que fechamos bem. Eu queria uma posição de lado ímpar e conseguimos. Como sortearam na minha frente as posições 3 e 5, eu, obviamente, queria a sétima e foi o que aconteceu”, disse o presidente Rodrigo Pacheco, que preferia ser a quinta escola, mas saiu feliz com o resultado.

Unidos da Tijuca
Outra escola que, assim como a Mocidade, terá de driblar a luz do dia, só que no domingo de Carnaval. A Tijuca, através do presidente Fernando Horta, sorteou as bolas 2, na primeira rodada, e 7, na segunda etapa, e terá a missão de encerrar a noite (ou dia) inicial de desfiles do Grupo Especial em 2019.
Para a carnavalesca Annik Salmon, no entanto, a luz não atrapalhará a apresentação da azul e amarela do Borel. “Para mim, domingo está mais forte que segunda. Durante o sorteio, começamos a torcer para fechar e conseguimos”, disse.

Imperatriz Leopoldinense
A agremiação foi a mais azarada na primeira rodada do sorteio. O presidente Luiz Pacheco Drummond tirou a bola de número 1 e foi direto para o domingo de Carnaval. O fato foi bastante comemorado pelos integrantes de Vila Isabel e União da Ilha, pois a representante de Ramos ficou com a última vaga do primeiro dia e deixou a segunda-feira livre para as duas coirmãs.
Na segunda rodada, o presidente teve mais sorte e ficou com a sexta posição. Fato comemorado pelos carnavalescos Kaká e Mário Monteiro, que não queriam desfilar de manhã para não atrapalhar a iluminação das alegorias.
No entanto, o diretor de Carnaval, Wagner Araújo, fez ressalvas quanto a posição devido à concentração ser no Balança Mas Não Cai: “A posição é boa. O problema é só é o lado, o viaduto. Nós já tínhamos um planejamento e teremos que mudar um pouco”.

Unidos de Vila Isabel
A escola que vibrou ao saber que estava na segunda-feira, não ficou tão satisfeita assim com a posição de número dois. A agremiação era a única que manifestou desejo em fechar o Carnaval 2019, mas desfilará no início do segundo dia.
O coreógrafo da comissão de frente, Patrick Carvalho, disse que a posição é o que menos importa, mas gostou do resultado. “Com tudo que eu vejo no barracão, eu queria qualquer ordem”, comentou.

União da Ilha do Governador
A estreia de Djalma Falcão como presidente da União da Ilha começou com o pé direito. O substituto de Ney Filardi sorteou as bolas que deixaram a agremiação em posição considerada nobre: quarta de segunda-feira. O resultado foi comemorado pelos integrantes na festa.
A escola se concentrará no lado do Balança Mas Não Cai e terá a companhia do viaduto, o terror dos carnavalescos devido à dificuldade de movimentação dos carros alegóricos. O diretor de Carnaval, Dudu Azevedo, disse que gostou muito da posição e afirmou que o problema de concentração é fácil de ser resolvido: “É questão de projeto. É só saber se planejar que tudo dá certo”.



Fonte: www.srzd.com

terça-feira, 17 de julho de 2018

Ordem dos desfiles Carnaval 2019

Clicar na imagem para aumentar

Grupo Portelamor - Porque amar é fundamental.

Sambistas comemoram sucesso da Roda do Candongueiro na Portela


Evento reuniu Wilson Moreira, Nei Lopes, Toninho Nascimento, Zé Luiz do Império e muitos outros bambas
  
Uma grande confraternização de sambistas. Assim pode ser definida a edição especial da roda do Candongueiro na Portela, que agitou a quadra da maior campeã do carnaval carioca, no último sábado (14), com as participações especialíssimas de Wilson Moreira e Nei Lopes.

Além dos convidados de honra, o evento recebeu uma legião de apaixonados pelo samba e pela cultura popular, como os compositores Zé Luiz do Império, Toninho Nascimento e Ivan Milanês, os cantores Didu Nogueira e Gisa Nogueira, o radialista Rubem Confete, a escritora e pesquisadora Marilia Trindade Barboza, além de Tia Surica, Serginho Procópio e David do Pandeiro, membros ilustres da Velha Guarda Show da Portela.

Madrinha do evento, Dona Neném, de 93 anos, viúva do compositor Manacéa, emocionou o público ao acompanhar tudo numa mesa próxima aos músicos, apesar da saúde frágil. Ao lado da filha Aurea Maria, uma das pastoras da Velha Guarda, a baluarte agradeceu o carinho e foi homenageada com um buquê de flores, entregue por Hilton Mendes e Hilda Bastos, os fundadores do Candongueiro, que funcionou de 1988 a 2017, em Pendotiba, Niterói.

"Foi uma tarde muito legal. Eu sou Portela desde pequeno, então tem um valor especial levar o Candongueiro para a Portela, pois sempre recebemos a Velha Guarda Show com muito carinho. Então juntou tudo, sabe? Não tem mentira, só tem verdade! E o pessoal de Niterói prestigiou em peso. Ficamos muitos felizes. Tomara que a gente possa fazer outras vezes", comemorou Hilton.

Antigo frequentador do Candongueiro e idealizador do evento, o presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, também festejou: "Foi a prova que nós queríamos. A gente precisava saber o Candongueiro ainda estava vivo. E está! Muito vivo! Muitos dos que vieram à Portela frequentavam o Candongueiro e faziam dele um foco de resistência durante todos esses anos. Foi uma bela primeira vez. Temos, agora, que trabalhar para fixar e fortalecer ainda mais a relação entre a Portela e o Candongueiro."

Após brindar o público com mais de uma hora e meia de show, Nei Lopes estava radiante. "É sempre muito bom cantar na Portela. Melhor ainda sendo num evento envolvendo o Candongueiro. Me senti em casa", disse.

Ex-presidente do Museu da Imagem e do Som e autora das biografias de Cartola, Silas de Oliveira e Pixinguinha, Marilia Barboza elogiou a realização do evento em seu perfil no Facebook. "Hoje eu fui ao Candongueiro na Portela, o mesmo Candongueiro a que estive presente à inauguração, há décadas, e que frequentei, anos e anos, ao lado do mestre Arthur Loureiro de Oliveira, porque adorava o feijão da Hilda, a roda do Hilton e o samba de todo mundo. Foi emocionante rever tantos, abraçar muitos, cantar, rir e chorar. Obrigada, vida." 

A próxima edição do evento deverá acontecer até o fim do ano.



Foto: Talles Reis / Divulgação



Liesa realiza hoje sorteio para definir ordem de desfile do Carnaval 2019

Por Fábio Silva


A Liesa realizará na noite desta terça-feira, 17 de julho, o sorteio para a definição da ordem de desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial para o Carnaval 2019, que acontecerão nos dias 03 e 04 de março, domingo e segunda feira, respectivamente. O sorteio acontecerá na Cidade do Samba, a partir das 20h30.

Como não aconteceram rebaixamentos no último Carnaval, o plenário da Liesa optou por uma fórmula excepcional para a formação dos dois grupos de sete Escolas que se apresentarão em 2019.

Um sorteio interno, realizado na sede da Liesa, definiu as três primeiras posições de Domingo: 1ª a desfilar - Império Serrano (13a colocada do Grupo Especial em 2018); 2ª - Unidos do Viradouro (campeã do Grupo de Acesso Série A em 2018) ; e 3ª - Grande Rio (12a colocada do Grupo Especial) . Caberá à São Clemente (11ª colocada do Grupo Especial) fazer a abertura do desfile de Segunda-feira.

As demais agremiações conhecerão suas posições no sorteio da próxima terça-feira, na Cidade do Samba. Para definir os dias em que desfilarão, as Escolas sortearão bolinhas numeradas de 01 a 10.

As que tirarem as bolinhas com números de 01 a 04 desfilarão no domingo; e as que sortearem bolinhas com números de 05 a 10, se apresentarão na segunda-feira. Na segunda parte do sorteio, as quatro escolas sorteadas para domingo, tirarão a bolinha que definirá a ordem de desfile naquele dia (04, 05, 06 ou 07). O mesmo procedimento será usado para as agremiações de Segunda-feira, que sortearão bolinhas numeradas de 02 a 07, para definir a ordem de apresentação. Não será permitida a troca de posições, nem de dia de desfile.

O evento é para convidados, com a abertura dos portões da Cidade do Samba prevista para 20h30.


segunda-feira, 16 de julho de 2018

Clara - Portela 2019

Nem posso esperar para ver e me emocionar!
Portelamor - www.portelamor.com


Clicar na imagem para aumentar

Portela de Asas Abertas vai homenagear Clementina de Jesus neste sábado


Evento terá a participação dos grupos Operárias do Samba e Herdeiras do Samba
  
Marcada para o próximo sábado (21), a partir das 15h, a roda de samba Portela de Asas Abertas vai agitar a quadra da escola, em Madureira, homenageando a lendária Clementina de Jesus e celebrando o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha (25 de julho). O evento, que é promovido pelo Departamento Cultural da agremiação, será animado pelos grupos Operárias do Samba e Herdeiras do Samba.

Formado por Vanessa Reis, Chris Mendonça, Simone Costa, Yasmin Alves e Gisele Sorriso, o Operárias do Samba terá Vera de Jesus, neta de Clementina, como convidada especial. O repertório será recheado de obras consagradas por vozes femininas. Além de sucessos de Clementina, o coletivo, que conta, ainda, com instrumentistas, cantoras, fotógrafas, produtoras e DJ, lembrará canções lançadas por Dona Ivone Lara, Clara Nunes, Jovelina Pérola Negra, Beth Carvalho, Leci Brandão e outras artistas. Zé Ketti, Nelson Cavaquinho, Noel Rosa, Cartola e Paulo César Pinheiro também estão no roteiro.

Nascida em Valença, no interior do Rio, em 1901, Clementina veio morar aos 8 anos na capital. "As pessoas que a identificam mais com a Mangueira não se lembram de que o primeiro endereço de Clementina no Rio foi em Oswaldo Cruz, onde ela acompanhou a formação da Portela", ressalta o diretor cultural da Portela, Rogério Rodrigues.

A tarde terá, também, o som das Herdeiras do Samba, que reúne Geisa Ketti, Selma Candeia, Monica Trepte, Marcia Duarte e Eliane Faria, exaltando Zé Ketti, Candeia, Casquinha, Mauro Duarte e Paulinho da Viola, respectivamente.

Como já é tradição nas edições do Asas Abertas, o público poderá adquirir produtos de afroempreendedores e comprar artigos do Departamento Cultural. As pastoras da Portela também estarão vendendo caldos, pastéis e os disputados bolinhos de feijoada.

Haverá, ainda, a opção do ingresso social. São dois pacotes de absorventes, que serão doados para presidiárias por meio do Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura do Rio de Janeiro, ou um pacote de fraldas tamanho G, para um recém-nascido filho de uma integrante da comunidade portelense que faleceu no parto.

Serviço:
Portela de Asas Abertas em homenagem a Clementina de Jesus
Atrações: Operárias do Samba e Herdeiras do Samba + feira de afroempreendedores e barracas de quitutes

Data e horário: Sábado, dia 21 de julho, de 15h às 21h
Local: Quadra da Portela
Endereço: Rua Clara Nunes 81, Madureira

Ingresso: R$ 15 (preço único) 
Ingresso social: 2 pacotes de absorventes ou 1 pacote de fraldas tamanho G
Torcidas organizadas (uniformizadas): R$ 5
Sócios estatutários e sócios-torcedores não pagam


Foto: Divulgação
Legenda: Integrantes do Operárias do Samba vão comandar evento


sexta-feira, 13 de julho de 2018

Portela abre inscrições para curso pré-vestibular gratuito


Projeto, que será realizado aos sábados, é voltado para alunos e ex-alunos da rede pública que irão fazer o Enem 
  
A Portela vai abrir, nesta segunda-feira (16), inscrições para aulas gratuitas de pré-vestibular. Organizado pelos departamentos de Cidadania e Cultural da escola, o curso é voltado para alunos e ex-alunos do Ensino Médio da rede pública que irão fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em novembro.

Para fazer a inscrição, é necessário levar cópia da identidade, comprovante de residência e histórico escolar, além de informar telefones para contato. O material deverá ser entregue dentro de um envelope na secretaria da quadra da Portela (Rua Clara Nunes 81, Madureira), de segunda a sexta-feira, de 10h às 17h.
 
"A Portela se esforça cada vez mais para ampliar seus projetos sociais. Queremos, agora, que adolescentes e adultos possam disputar uma vaga na universidade um pouco mais preparados", diz o presidente da agremiação, Luis Carlos Magalhães. 

"Será uma grande oportunidade para quem deseja ter um reforço na preparação para o Enem. Teremos uma equipe de professores extremamente preparada", completa a diretora do Departamento de Cidadania da escola, Hellen Mary.

As aulas do pré-vestibular serão aos sábados e vão começar no dia 4 de agosto. As vagas são limitadas.

Atualmente, a Portela já oferece gratuitamente atendimento odontológico e aulas de jiu-jítsu, além de oficinas de cinema e samba no pé para comunidade. 

Além disso, crianças e adolescentes podem aprender aulas de dança de mestre-sala e porta-bandeira dentro do projeto 'Madureira Toca, Canta e Dança', coordenado por Waldir Gallo, aos sábados, de 14h às 17h, na quadra da escola.

Mais informações sobre os projetos sociais da Portela podem ser obtidas através do telefone 3217-1604.

Serviço:
Pré-vestibular gratuito na Portela
Inscrições: de segunda a sexta-feira, de 10h às 17h, na secretaria da quadra, a partir de 16 de julho
Documentos: cópia da identidade, histórico escolar, comprovante de residência e dois telefones para contato
Início das aulas: 4 de agosto, sempre aos sábados
Vagas limitadas


Foto: Divulgação



Castanheira ao SRzd: ensaios técnicos, subvenção e regulamento

Por Redação SRzd


SRzd conversou com o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, a respeito de alguns pontos importantes para o Carnaval 2019. O presidente falou sobre a viabilização dos ensaios técnicos da próxima temporada, a expectativa pela manutenção da subvenção às agremiações e a elaboração do regulamento do Grupo Especial.

Ensaios técnicos para o Carnaval 2019
Jorge Castanheira: “A expectativa é muito grande em podermos fazer em comum acordo com a Riotur e os patrocinadores que estamos buscando para viabilizar os ensaios técnicos”.

Subvenção da prefeitura
Jorge Castanheira: “A ideia não é reduzir, é manter o valor para as 14 escolas. É um conjunto de esforços entre a Liesa, a prefeitura e a Riotur para a cada ano darmos condições das escolas desfilarem. Pelo que eu tive de informação do presidente da Riotur, as coisas vão ser idênticas para ajudar as agremiações do Grupo Especial, como foi ano passado. Com o apoio, se deus quiser, do Uber, que é um patrocinador que a Riotur trouxe que deve se manter para 2019”.

Possíveis mudanças no regulamento do Grupo Especial
Jorge Castanheira: “Em relação a isso tudo do regulamento, nós já começamos a estudar e vamos dar continuidade nas próximas reuniões plenárias para que tenhamos o regulamento aprovado já em julho. Também já iniciamos as tentativas com a Riotur para a confecção do contrato de 2019. Vamos torcer para que a gente possa ter mais agilidade esse ano”.


Fonte: www.srzd.com

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Velha Guarda da Portela, Nelson Sargento e Criolo emocionam público em feijoada histórica


Evento teve bolo surpresa para bamba mangueirense, canja de Teresa Cristina e presença de diversos famosos

A Feijoada da Família Portelense reuniu Criolo, Nelson Sargento e a Velha Guarda Show da Portela em uma apresentação histórica, no último sábado (7), na quadra da escola, em Madureira. Presidente de honra da Mangueira, Nelson, que completa 94 anos no dia 25 de julho, ganhou bolo surpresa da diretoria da Portela e se emocionou ao receber os abraços de Tia Surica e de Monarco, presidente de honra da Portela.

Pela primeira vez na quadra da maior campeã do carnaval carioca, Criolo, que sairá em turnê com Nelson Sargento nos próximos meses, também se emocionou com o carinho do público. Após brindar a multidão com alguns de seus sucessos, ele recebeu chapéu personalizado da escola das mãos do presidente Luis Carlos Magalhães. Em seguida, ajoelhou-se e beijou a mão de Monarco.

"Criolo é um grande artista. Respeita a gente e sabe respeitar o samba. Fico feliz de poder ver um jovem talento como ele", elogiou mestre Monarco. "É uma emoção muito grande cantar na Portela, ainda mais na companhia do seu Nelson Sargento. Obrigado a todos pela recepção", disse Criolo, que voltará a cantar com a Velha Guarda no dia 17 de agosto, em São Paulo, em show liderado por Paulinho da Viola.

A cantora portelense Teresa Cristina, que estava num dos camarotes, não aguentou e fez questão de participar da homenagem ao bamba mangueirense durante o clássico "Juízo Final", de Nelson Cavaquinho, para o delírio da plateia.

O evento contou, ainda, com as presenças ilustres da atriz Samantha Schmütz, do repórter Amin Khader, do coreógrafo Carlinhos de Jesus, da rainha de bateria da Portela, Bianca Monteiro, e de integrantes da escola Unidos do Jacarezinho, que fizeram uma homenagem ao baluarte e ex-mestre-sala Jeronymo da Portela.

No clima do enredo de 2019 da escola, que exalta Clara Nunes, a porta-bandeira Lucinha Nobre surpreendeu o público com uma caracterização inspirada na cantora e arrancou aplausos durante exibição com o mestre-sala Marlon Lamar.

A Portela também recebeu uma comitiva da cidade de Caetanópolis (MG), onde nasceu Clara Nunes, com o prefeito Romário Alves Ferreira e a secretária de Desenvolvimento Municipal, Cultura e Esportes Marilene Araújo.

"Vivemos uma noite histórica! Receber Nelson Sargento, Criolo, Teresa Cristina e tantas outras figuras importantes em nossa quadra só reafirmam a importância da Feijoada da Família Portelense. Ver Monarco, Tia Surica e toda a nossa Velha Guarda tão felizes com o carinho do público também é muito emocionante", comemorou o presidente Luis Carlos Magalhães.

A bateria Tabajara do Samba, o intérprete Gilsinho e os demais segmentos encerraram a programação com sambas-enredo que marcaram a história da Portela.
  


Crédito da foto: Wallace Mendonça / Divulgação
Legenda: Presidente Luis Carlos Magalhães presentou Criolo com chapéu


Dois pesos e duas medidas? Império Serrano abrirá os desfiles de domingo, enquanto Grande Rio será a terceira no mesmo dia

Por Revista EiS


A Liesa anunciou na noite da última quarta-feira, 4 de julho, que o Império Serrano abrirá os desfiles do Grupo Especial de 2019, sendo a primeira escola à entrar na avenida Sapucaí, no domingo de carnaval. A Acadêmicos do Grande Rio que seria rebaixada em 2018, assim como o Império Serrano, caso não houvesse mudança no regulamento, será a terceira escola à desfilar no domingo. Não se tem informações de quais critérios foram usados, mas fica claro a força da Grande Rio e o desprestígio que a verde e branco de Madureira nutre junto aos seus pares. A Viradouro que ascendeu para o Grupo Especial, será a segunda de domingo, enquanto a São Clemente abrirá os desfiles de segunda-feira.
No dia 17 de julho, será feito o sorteio, onde conheceremos a ordem dos desfiles das demais agremiações.