Translate

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Portela recebe visita de alunos de MBA de universidade suíça

A Portela foi escolhida pela Fundação Dom Cabral para receber a visita de alunos de um curso de MBA da renomada Universidade de St. Gallen, na Suíça. Além da ida ao Portelão, o intercâmbio, que fez parte da disciplina Gestão da Mudança, incluiu uma palestra sobre a história e a administração da agremiação para os estudantes.  

A primeira ação aconteceu no dia 28 de novembro, quando o assessor de marketing da Portela, Paulo Renato Vaz, esteve no Campus Rio da Fundação Dom Cabral, em Botafogo, para apresentar aos participantes informações e curiosidades das mais nove décadas de história da azul e branco. O exemplo vitorioso e de transformação da gestão Portela Verdade, a partir de 2014, também foi detalhado na palestra. 

Como parte complementar da experiência em sala, no dia seguinte, a turma fez uma visita ao ensaio de comunidade na quadra, em Madureira. Os participantes foram recebidos pelo presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, pela diretora projetos sociais da escola, a dentista Hellen Mary, e pelo diretor cultural Rogério Rodrigues.  

O grupo, que era formado em sua maioria por executivos de diversos países europeus, teve a oportunidade de acompanhar a dinâmica do ensaio, além de conhecer a ala de deficientes e visitar a exposição sobre a carreira da eterna porta-bandeira Vilma Nascimento, em cartaz na sala do Departamento Cultural.

Responsável pelo intercâmbio, a Fundação Dom Cabral é uma escola de negócios brasileira voltada para a capacitação de executivos, empresários e gestores públicos. Com o convite para o encontro com os estrangeiros, a Portela já contabiliza cinco participações, somente neste ano, em eventos acadêmicos e de empreendedorismo pelo Brasil. Um dos destaques foi a palestra sobre gestão cultural feita por Luis Carlos Magalhães na 69ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o maior congresso de cientistas e inovadores brasileiros, que ocorreu em Belo Horizonte, em julho. Outro momento importante se deu em agosto, com a participação de Luis Carlos no I Seminário do Samba Capixaba, realizado na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).



Turma formada em sua maioria por executivos europeus participou do ensaio, conheceu projeto social e visitou exposição

Crédito da foto: Divulgação
Legenda: Paulo Renato Vaz ministrou palestra para estrangeiros na Fundação Dom Cabral


Agradecimentos especiais
Fundação Dom Cabral (FDC)
Caixa de Auxílio dos Advogados do Rio de Janeiro (Caarj)
Jose Roberto Castro Ciminelli - advogado e membro da ala de compositores da Portela
Zeze Ferreira - professora, supervisora educacional e componente de ala da Portela

Riotur corta 20% do contingente de imprensa no Carnaval 2018

Por Redação SRzd

O trágico Carnaval deste ano na Marquês de Sapucaí, entre o choque, a tristeza e a revolta, gerou uma série de promessas por parte de órgãos públicos e da Liesa para os desfiles de 2018.

Uma delas diz respeito à diminuição de pessoas transitando na pista durante as apresentações. Sendo assim, a Riotur decidiu cortar em 20% o contingente de credenciais destinadas à imprensa nas noites de domingo e segunda-feira, quando se apresentam na Avenida as agremiações do Grupo Especial carioca.

Segundo a entidade, a decisão tem “o objetivo de otimizar o fluxo e tráfego de profissionais na sala de imprensa e nas demais dependências e instalações onde ocorrerá a cobertura jornalística”. Basta saber se o corte será eficiente. Em resumo, se haverá a diminuição não somente de profissionais de imprensa na pista como também dos lendários penetras que atrapalham o desenrolar dos desfiles.

Fonte: www.srzd.com

Portela receberá Grande Rio e Unidos do Viradouro nesta sexta-feira

Por Redação SRzd

Portela receberá nesta sexta-feira (15) integrantes da Grande Rio e da Viradouro, a partir das 22h30, em mais uma edição da série Portela Convida. Sob o comando do intérprete Gilsinho e da bateria Tabajara do Samba, a anfitriã fará um show de abertura com passistas, baianas, compositores, destaque de luxo, Velha Guarda, departamento feminino e a rainha Bianca Monteiro.

Haverá ainda apresentação do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Portela, Marlon Lamar e Lucinha Nobre, o segundo, formado por Yurí Souza e Camylinha Nascimento, e o terceiro, que é composto por Emanuel Lima e Rosilane Queiroz. No repertório, o hino oficial do enredo “De Repente de Lá Pra Cá e Dirrepente de Cá Pra Lá…”, além de sambas históricos da escola de Madureira.

Em seguida, a Viradouro tomará conta do palco do Portelão. Campeã em 1997, a escola, que atualmente está na Série A, mostrará clássicos como “Trevas! Luz! A Explosão do Universo” (97), “Orfeu, o Negro do Carnaval” (98), “A Viradouro Canta e Conta Bibi – Uma Homenagem ao Teatro Brasileiro” (2003) e muitos outros. O hino de 2018 também está no roteiro.

Representante de Duque de Caxias no Grupo Especial, a Grande Rio animará o público com sambas como “No Mundo da Lua” (93), “Prestes, o Cavaleiro da Esperança” (98) e “Ivete do rio ao Rio” (2017). O encerramento será com o samba-enredo de 2018, que homenageia o centenário do apresentador Chacrinha.

A quadra da Portela fica na Rua Clara Nunes 81, em Madureira. O ingresso custa R$ 10. Mesas com quatro lugares saem por R$ 60 (já com as entradas incluídas). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 3256-9411.

Serviço:
‘Portela Convida’ com Grande Rio e Viradouro
Data e hora: Sexta-feira, dia 15 de dezembro, a partir das 22h30
Local: Quadra da Portela
Endereço: Rua Clara Nunes 81, Madureira
Ingresso: R$ 10
Mesa com quatro lugares: R$ 60 (entradas já incluídas)
Camarote inferior (com 15 lugares): R$ 250
Camarote superior (com 15 lugares): R$ 350


Fonte: www.srzd.com

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Museu do Samba fecha o ano com 125 depoimentos em acervo de seu Centro de Referência

Por Marquês da Folia

Salve! Salve!


O ano de 2017 está chegando ao fim e o samba pode celebrar uma importante marca no quesito valorização de suas raízes. É que o Museu do Samba, localizado no bairro de Mangueira, na Zona Norte do Rio de Janeiro, chegou a 125 depoimentos gravados em seu projeto de salvaguarda da memória do samba. Ao longo deste ano, dez destes registros foram viabilizados a partir do projeto “Memória das Matrizes do Samba do Rio de Janeiro”, que faz parte do Programa Territórios Culturais RJ/Favela Criativa, da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, em parceria com a Light e a Agência Nacional de Energia Elétrica.

Entre as personalidades que deixaram seus registros para o acervo do Museu do Samba está a cantora Leci Brandão. “A memória do samba é a memória do povo brasileiro e, por isso, é uma honra fazer parte deste projeto”, declarou a sambista. Os outros entrevistados foram os intérpretes Rico Medeiros (do Salgueiro, entre fins de 1970 e início dos aos 1990) Ito Melodia (atual União da Ilha do Governador); Tia Suluca, presidente de honra da ala das baianas da Estação Primeira de Mangueira; Estandília, porta-bandeira do Salgueiro nas décadas de 1960 e 1970; Gigi da Mangueira, passista que brilhou nos desfiles entre 1961 e 1983; Irene Nota 15, porta-bandeira da Portela na década de 1970;  Nãnãna da Mangueira, primeira rainha de bateria da história da Mangueira; Raul Cuquejo, há 24 anos diretor da ala das baianas da Imperatriz Leopoldinense; e Mary Marinho, passista do Salgueiro que formava o trio conhecido como “Irmãs Marinho”, nos anos 1960 e 1970.

Os depoimentos foram gravados em vídeo, com a condução de dois jornalistas e pesquisadores do museu, em sessões gratuitas e abertas ao público em geral. Os entrevistados são sambistas cujas histórias têm sido determinantes para a valorização, preservação e difusão do samba e da cultura das escolas de samba do Rio de Janeiro. Eles contam histórias, curiosidades e falam de suas trajetórias no Carnaval e no cotidiano de suas escolas do coração. Todas as gravações estão disponíveis para consulta do público e têm sido fonte para pesquisadores, acadêmicos, jornalistas e escritores.

“Achei a ideia dos depoimentos excelente, pois deixa para a posteridade a história do samba e de todos aqueles que estiveram envolvidos com ele, mesmo os que já estavam esquecidos. Fica um lugar perpetuado na história e isso nos deixa muito honrados, porque não passamos apenas, mas deixamos algo que foi reconhecido como nossa arte, nossa dança, nossa cultura.  Nosso nomes ficam gravados neste lugar que é o Museu do Samba”, declarou Irene Nota 15.

“O Museu do Samba tem conseguido criar uma documentação com histórias e personagens que passaram ao largo da historiografia oficial. Isto possibilita que gerações futuras tenham acesso à história do samba contada por seus próprios protagonistas, a partir de uma fonte que permite que as vozes e os olhares destes sambistas apareçam e sejam valorizados”, afirma a pesquisadora Desirrée Reis, gerente técnica e coordenadora do Centro de Referência do Samba do Museu do Samba.

Liesb assina essa semana contrato com a Prefeitura do Rio e apresenta regulamento de 2018

Por Eduardo Fonseca e Allan Duffes

Neste domingo, aconteceu na Piscina do Bangu, Zona Oeste do Rio, o lançamento do CD das escolas que desfilam na Intendente Magalhães. O desfile que é organizado pela Liesb teve a presença das escolas das Séries B, C e D. A reportem do site CARNAVALESCO conversou com o presidente da entidade. Gustavo Barros falou da verba da Prefeitura do Rio para o Carnaval de 2018, organização dos desfiles e do regulamento para o ano que vem.


O presidente informou que houve uma reunião com na Riotur na semana passada e que até o fim da semana o contrato para o repasse de verbas será assinado.
– Acredito que esta semana o contrato esteja assinado. A princípio receberemos 50% da verba que recebemos em 2017 – disse Gustavo Barros.

Segundo o dirigente, o restante da verba virá da captação de recursos da iniciativa privada, mas é importante lembrar que o montante poderá vir até mesmo depois do carnaval 2018 ou não vir.
– Em relação ao apoio da iniciativa privada há uma incerteza. Pode conseguir ou não. Pode ser até que venha após o carnaval – explicou.

Estrutura da passarela da Intendente Magalhães
Gustavo Barros também abordou o processo de montagem na Intendente. Segundo o presidente, a estrutura está 100% garantida para o carnaval.
– Será bancada integralmente pela iniciativa privada. Teremos melhorias na estrutura em relação ao carnaval passado.

Regulamento para o Carnaval 2018
O presidente da Liesb explicou como ficaram as regra para os desfiles de 2018. De acordo com o presidente, não tiveram grandes mudanças de 2017 para 2018.
– O regulamento foi mantido. Mudamos apenas o tempo e o número de alegorias no grupo B – destacou Gustavo.

Veja abaixo detalhes do regulamento para 2018:
Acesso
Subirá uma escola da Série B para a Série A. Sobem 3 escolas para o B vindas do C, e 3 escolas do grupo D para o grupo C.


Rebaixamento
Irão cair 3 escolas da Série B para a Série C. Haverá o rebaixamento de 4 escolas do grupo C para o D e 5 agremiações do grupo D para o grupo E.


Tempo de desfile
Mínimo: 35 minutos para todos os grupos da Liesb. Máximo: 45 minutos na Série B e 40 minutos nas Séries C e D.


Alegorias:
1 a 3 alegorias no C e D
2 a 4 no B podendo ser tripé ou alegoria.


Déo Pessoa, presidente da Lierj: ‘A gente vai levar esse Carnaval na força e na coragem’

Por Redação SRzd

Não tá nada fácil botar um Carnaval na rua em 2018, que dirá para as agremiações da Série A da Lierj. Tem carnavalesco fazendo mágica pra terminar o trabalho, enquanto outra escola reaproveita materiais para conter gastos. Em meio ao ‘corre-corre’ de dezembro e janeiro, uma única certeza: vai ser um Carnaval de superação e, segundo o presidente da Lierj, Déo Pessoa, será na força e na coragem: “A gente vai levar esse Carnaval na força e na coragem e vamos fazer de tudo pra não perder o ritmo e não deixar o ritmo cair”.

Em conversa com o SRzd, Déo demonstrou confiança nos trabalhos das agremiações para o Carnaval 2018 e, apesar dos problemas, acredita que não deixarão a desejar em relação aos anos anteriores. Inclusive, o martelo já foi batido em relação às mudanças no regulamento: rebaixamento de uma agremiação; ascensão de uma; mantém-se o número de alegorias; proibição dos tripés.

Entretanto, para o Carnaval 2019 a situação pode ficar ainda pior. Como informado pelo vereador Reimont e divulgado pelo SRzd, a verba prevista para o Carnaval 2019 diminuiu drasticamente.  Antenado a isso e à crise que atinge o Brasil, Déo já planeja a festa do ano posterior a 2018: “Tão logo que passar esse Carnaval, nós vamos nos reunir para 2019. Porque parece que provavelmente esse corte e essa crise vão permanecer. E a gente tem observado que o orçamento financeiro para o próximo ano voltado para o Carnaval ainda é menor que esse ano”.

Apesar disso, o presidente mantém esperanças de que a prefeitura do Rio de Janeiro, através do prefeito Marcelo Crivella, possa conseguir algo além do orçamento previsto, como ocorreu para o Carnaval 2018. Segundo a Riotur, o Carnaval 2018 do Rio de Janeiro bateu recorde e conseguiu o maior investimento privado da história, cerca de R$ 35 milhões.

“Tudo isso não impede que a prefeitura possa ter empenho para que consiga algo além desse orçamento e, de repente, melhorar a questão financeira, mas é a algo que a gente não tem como ter certeza vendo tudo o que tá acontecendo hoje”, conclui Déo Pessoa.

Fonte: www.srzd.com

sábado, 9 de dezembro de 2017

Vamos começar bem o ano? Então "levanta cedo trata de se preparar, vamos pra Portela que o reino do samba é lá"

Anota aí na sua agenda! A Feijoada da Família Portelense de janeiro já tem data para acontecer e contará com a participação especial da cantora Maria Rita. Você não pode nem pensar em ficar de fora dessa!

Ingressos, mesas e camarotes à venda em www.ingressocerto.com/portela e na bilheteria da quadra.
Ingressos: R$15 (1° lote - limitado)
Mesas: R$110
Camarotes superiores com 15 lugares: R$750
Camarotes inferiores com 15 lugares: R$600




Série A: reserva de frisas para o Carnaval 2018 podem ser feitas na próxima semana

Por Redação SRzd

A Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Lierj), em parceria com a Central de Atendimento e Vendas da Liesa, inicia no dia 12 de dezembro o período de reserva de frisas para os desfiles de sexta-feira e de sábado de Carnaval da Série A para 2018.

Os interessados em adquirir um box de seis lugares devem enviar um fax para o número (21) 3032-0099, a partir da data estipulada, entre 9h e 13h, com as seguintes informações: nome, CPF, telefone para contato, setor pretendido, fila de preferência (A, B, C ou D) e data do desfile (sexta-feira, sábado ou ambos os dias).

As frisas em todos os setores, na fila A, custam R$ 1.200, enquanto o espaço nas filas B, C ou D saem a R$ 750.

A relação com os contemplados estará disponível no dia 19 de dezembro através do telefone (21) 2233-8151. Os pagamentos devem ser realizados nos dias 20 e 21 de dezembro na Central de Vendas, que fica na Rua da Alfândega, 25, lojas B e C, no Centro, entre 10h e 16h.
Já as vendas de ingressos de arquibancadas estão previstas para janeiro de 2018. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (21) 2233-8151.

Fonte: www.srzd.com



 

Corpo do ex-mestre-sala Benício é enterrado ao som do Hino da Portela

Cantado sempre antes das solenidades e ensaios da maior campeã do Carnaval, o Hino da Portela, composto por Chico Santana, foi lembrado na despedida ao eterno mestre-sala Benício, enterrado sob aplausos no início da tarde desta sexta-feira (8), no Cemitério de Irajá, na Zona Norte. Ele morreu aos 84 anos, na última quarta-feira, vítima de insufiência hepática e de complicações decorrentes do diabates.

Para reverenciar o sambista, familiares e amigos também entoaram o clássico "O Conde", de Evaldo Gouveia e Jair Amorim, que exalta o mestre-sala e sua famosa parceira de desfiles, Vilma Nascimento, o Cisne da Passarela. O cortejo teve, ainda, a batida de um surdo da Portela, tocado pelo veterano ritmista Damião.

Prima de Benício, Vilma fez questão de se despedir do parceiro, assim como Sérgio Jamelão, ex-mestre-sala do Império Serrano, escola onde Benício começou a carreira, e Waldir Gallo, coordenador do projeto social Madureira Toca, Canta e Dança. 

A direção da Portela foi representada pela diretora social Beth Ferreira, que teve a missão de levar o pavilhão colocado sobre o caixão durante o velório. O presidente Luis Carlos Magalhães também compareceu ao sepultamento.

Casal histórico

Benício chegou à Portela pelas mãos do patrono Natal, na década de 1960. Passou a dançar com Vilma Nascimento em 1962, formando assim um dos casais de mestre-sala e porta-bandeira mais famosos e premiados da história do carnaval.

A lendária dupla Benício e Vilma viveu seu auge entre meados da década de 60 e o fim dos anos 70, quando o mestre-sala decidiu parar definitivamente de dançar.

A última vez que Benício esteve no Portelão foi em janeiro de 2017. Na ocasião, ele se emocionou ao ser homenageado dentro da exposição montada pelo Departamento Cultural sobre a história da dança no carnaval.

Despedida reuniu familiares, amigos e companheiros de antigos carnavais, nesta sexta-feira, no Cemitério de Irajá

Crédito: Divulgação
Legenda: Caixão de Benício foi coberto pelas bandeiras da Portela e do projeto Madureira Toca, Canta e Dança


sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Salve a padroeira do GRES Portela

Virgem Santíssima, que fostes concebida sem o pecado original e por isto merecestes o título de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, e por terdes evitado todos os outros pecados, o Anjo Gabriel vos saudou com as belas palavras: “Ave Maria, cheia de graça”; nós vos pedimos que nos alcanceis do vosso divino Filho o auxílio necessário para vencermos as tentações e evitarmos os pecados e já que vos chamamos de Mãe, atendei-nos com carinho maternal esta graça: (fazer o pedido); para que possamos viver como dignos filhos vossos. Nossa Senhora da Conceição, rogai por nós. Amém.


Porque amar é fundamental.

Ex-mestre-sala Benício será velado nesta sexta-feira

O corpo do ex-mestre-sala Benício será velado nesta sexta-feira (8), a partir das 9h, na capela (Nossa Senhora da Apresentação) do Cemitério de Irajá, na Zona Norte. O sepultamento vai acontecer às 13h45. O sambista, que tinha 84 anos, morreu, na última quarta-feria (6), vítima de insuficiência hepática e de complicações decorrentes do diabetes.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Majestoso - Benício da Rocha (Mestre-sala)

O destino nos apanha na contramão, nos surpreende e nos levanta do chão. Esse majestoso bailarino negro não seria homenageado por agora, mas quis o destino que ele fosse, hoje, bailar no céu azul e branco, levando consigo sua arte, imortalizada na dança mais emblemática do carnaval, aquela que guarda com orgulho o pavilhão da escola. 06 de dezembro de 2017 marca a despedida de Benício da Rocha, o lendário Mestre-Sala Benício da Portela, cujo bailado, ao lado de Vilma Nascimento, riscou o chão das passarelas e ajudou a perpetuar essa forma única de arte.
Benício da Rocha nasceu em 15 de julho de 1933, dois anos antes, portanto, do primeiro campeonato da Portela, em 1935. Sua carreira se iniciou no G. R. E. S. Unidos da Congonha, escola hoje extinta e que foi berço de muitos bambas, que inclusive ajudaram a formar a vizinha Império Serrano, onde Benício dançou como Mestre-Sala, já na década de 1950. 


(continue lendo em nosso site)
www.portelamor.com

Porque amar é fundamental.

Portela inicia temporada de ensaios de rua neste domingo

A Portela realizará seu primeiro ensaio de rua neste domingo (10). O evento, que contará com a presença de todos os segmentos da escola, servirá para ajudar na preparação rumo ao desfile de 2018. A concentração será na Praça Paulo da Portela, em Oswaldo Cruz, a partir das 17h. 

Vale ressaltar que os componentes partirão da Estrada do Portela em direção à Rua Clara Nunes, onde fica a quadra. 

Segunda agremiação a entrar na Avenida, na Segunda-feira de Carnaval, a Portela buscará conquistar o 23º título de sua história com o enredo "De Repente de Lá Pra Cá e Dirrepente de Cá Pra Lá...", da carnavalesca Rosa Magalhães.

Serviço:
Primeiro ensaio de rua da Portela
Data: Domingo, dia 10 de janeiro
Concentração: 17h, na Praça Paulo da Portela (Estrada do Portela, S/N, em frente à Portelinha)
Trajeto: Sai da Praça Paulo da Portela em direção à Rua Clara Nunes 


Portela realiza missa para celebrar Nossa Senhora da Conceição nesta sexta-feira

A diretoria da Portela promoverá, nesta sexta-feira (08), às 19h, uma missa para celebrar o Dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da agremiação. A cerimônia, que ocorrerá na capela da quadra, será comandada pelo padre João Paulo.

Vale ressaltar que todos os segmentos da escola estão convidados para a solenidade. A quadra da Portela fica na Rua Clara Nunes 81, em Madureira. 

Após a missa, a partir das 22h30, a campeã receberá integrantes da Unidos da Tijuca e da Estácio de Sá em mais uma edição da série 'Portela Convida'.

Além de Nossa Senhora da Conceição, a Portela tem como padroeiro São Sebastião, celebrado anualmente com grande festa no dia 20 de janeiro. 


Crédito: Leo Cordeiro / Divulgação
Legenda: Nossa Senhora da Conceição e São Sebastião são os padroeiros da Portela

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Morre o lendário mestre-sala Benício, parceiro de Vilma Nascimento

Por Rodney de Figueiredo

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela está de luto. Faleceu nesta quarta-feira (6), aos 84 anos, o ex-mestre-sala Benício, que ao lado da porta-bandeira Vilma Nascimento formou um dos casais mais importantes da história do Carnaval. Segundo familiares, o sambista, que era diabético e andava tendo complicações por causa da doença, morreu dormindo. A causa do falecimento, porém, só será conhecida após emissão do laudo do Instituto Médico Legal (IML), para onde o corpo foi levado.


Cria da Unidos da Congonha (berço de bambas que viriam a fundar o Império Serrano), Benício chegou à Portela pelas mãos do patrono Natal da Portela, na década de 60. Passou a dançar com Vilma, que era sua prima, em 1962, formando assim um dos casais de mestre-sala e porta-bandeira mais famosos e premiados dos desfiles.

A dupla Benício e Vilma viveu seu auge entre meados dos anos 60 e o fim da década de 70, quando o mestre-sala decidiu parar definitivamente de dançar.

Foi um excelente mestre-sala, meu grande parceiro. Cortejava a porta-bandeira com muita classe e elegância. A gente se conhecia pelo olhar. E o melhor: Era da minha altura. Foi o único que arrumei que tinha mais ou menos a minha altura. Todo mundo na Portela gostava dele. Era uma pessoa brincalhona e muito divertida. Além de ser meu primo, foi criado comigo. Depois, foi muito amigo do meu marido (Mazinho, filho de Natal). É uma grande perda! Mas quero lembrar dele sempre com alegria“, lamentou Vilma Nascimento.

O local e o horário do enterro do sambista ainda não foram divulgados pela família. Ele deixa viúva e um casal de filhos. O presidente Luis Carlos Magalhães e toda a diretoria da Portela se solidarizam com a família e os amigos do eterno mestre-sala Benício neste momento tão difícil.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Empréstimo junto à Caixa Econômica vai viabilizar obras estruturais no Sambódromo, diz jornal

Por Redação Carnavalesco

A Prefeitura do Rio de Janeiro vai contrair um empréstimo de R$ 100 milhões junto à Caixa Econômica Federal, autorizado pela Câmara de Vereadores, para o investimento em projetos de turismo na cidade. O montante será utilizado em obras estruturais do Sambódromo, conforme noticiou o jornal O Globo nesta terça-feira.


De acordo com a reportagem entre as novas intervenções previstas está a implantação do projeto de uma nova iluminação em led, que a prefeitura havia prometido para o Carnaval de 2018. A Riotur, admite, no entanto, que não há mais tempo de realizar a intervenção para o próximo carnaval.

Também segundo o veículo, os recursos serão empregados na reforma de banheiros, postos de saúde e do sistema de geradores da Marquês de Sapucaí. Também estão previstas melhorias de acessibilidade ao Sambódromo. O custo de cada intervenção ainda não foi orçado pela Riotur.

Thiaguinho faz show na quadra da Portela neste sábado

Cantor se apresentará pela primeira vez na quadra da maior campeã do Carnaval.
 
Thiaguinho vai se apresentar pela primeira vez na quadra da Portela, neste sábado (9), a partir de 22h. Para encerrar em grande estilo o ano em que a azul e branco voltou a ser campeã, o cantor promete fazer um show inesquecível, relembrando os maiores hits da carreira e mostrando novas canções. A abertura ficará a cargo do pagodeiro Vitinho e do MC Jefinho.

Considerado um dos maiores nomes do pagode no Brasil, Thiaguinho desembarca em Madureira com a turnê do seu sétimo CD de estúdio, "Só Vem". Além das recém-lançadas "Energia Surreal" e "Deus Quer", o artista cantará sucessos de outros trabalhos, como "Buquê de Flores", "Ousadia & Alegria", "Sou o Cara Pra Você", "Caraca, Muleke!" e muitos outros.

Bom demais, né? Convoque os amigos e venha se divertir na quadra da maior campeã do Carnaval do Rio. A Portela fica na Rua Clara Nunes 81, em Madureira. O ingresso de pista custa R$ 25 (2º lote, antecipado). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 3256-9411.

Serviço:
Sacode, Portela! - show com o cantor Thiaguinho
Abertura: Cantor Vitinho e MC Jefinho
Data e hora: Sábado, dia 9 de dezembro, a partir das 22h
Local: Quadra da Portela
Endereço: Rua Clara Nunes 81, Madureira
Ingresso de pista: R$ 25 (2º lote, antecipado) *
Ingresso de área vip: R$ 40 (2º lote, antecipado) *
Camarote inferior (com 15 lugares): R$ 1 mil (R$ 1.000)
Camarote superior (com 15 lugares): R$ 800
* Preços podem sofrer alteração na hora do evento
Classificação: 18 anos (Não serão aceitas declarações ou autorizações. Será obrigatória a apresentação de documento de identidade original com foto)
Informações: (21) 3256-9411

Pontos de venda
- Quadra da Portela
Lojas South
- Madureira Shopping
- Norte Shopping 
- Duque de Caxias 
- Shopping Nova América
- Carioca Shopping
- Via Brasil Shopping
- West Shopping (Campo Grande)
- Jardim Guadalupe Shopping
- Shopping Grande Rio
- Ilha Plaza 
- Centro (Rua do Ouvidor) 
- Bangu Shopping
- Shopping Tijuca
- Barra Shopping
- Shopping Via Parque

Vendas pela internet
http://www.ingressocerto.com/sacode-portela-com-thiaguinho-p191937


Crédito da foto: André Nicolau

Portela recebe Unidos da Tijuca e Estácio nesta sexta-feira

Por Redação SRzd

A campeã Portela receberá integrantes das escolas de samba Unidos da Tijuca e Estácio de Sá nesta sexta-feira (8), a partir das 22h30, em mais uma edição da série “Portela Convida”.
Sob o comando do intérprete Gilsinho e da bateria Tabajara do Samba, a anfitriã fará um grande show de abertura com passistas, baianas, compositores, destaque de luxo, velha guarda, departamento feminino e a rainha Bianca Monteiro.

Se juntam, ainda, ao elenco o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola, Marlon Lamar e Lucinha Nobre, o segundo, formado por Yurí Souza e Camylinha Nascimento, e o terceiro, que é composto por Emanuel Lima e Rosilane Queiroz.

No repertório, terão lugar garantido sambas antológicos e o hino oficial do enredo “De Repente de Lá Pra Cá e Dirrepente de Cá Pra Lá…” Em 2018, a Portela será a segunda a entrar na Avenida, na segunda-feira de Carnaval.

Em seguida, a Estácio tomará conta do palco do Portelão. Campeã do Carnaval de 1992, a escola, que atualmente está na Série A, mostrará clássicos como “Festa do Círio de Nazaré”, “Chora, Chorões”, “O Tititi do Sapoti” e muitos outros. O hino de 2018, que exalta mercados populares importantes, também está no roteiro.

Dona de quatro títulos, a Unidos da Tijuca também promete levar o público ao delírio com sambas como “O Dono da Terra”, “Agudás, Os Que Levaram a África No Coração e Trouxeram Para o Coração da África, o Brasil”; e “É Segredo”. O encerramento será com o samba-enredo de 2018, que homenageia o ator e diretor Miguel Falabella.

A quadra da Portela fica na Rua Clara Nunes 81, em Madureira. O ingresso custa R$ 10. Mesas com quatro lugares saem por R$ 60 (já com as entradas incluídas). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 3256-9411.

Fonte: www.srzd.com

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Portela celebra Dia Nacional do Samba com feijoada, homenagem a Casquinha e visita de Zuenir Ventura

Última edição de 2017 contou com shows da Velha Guarda e do Quintal do Pagodinho
 
 O Dia Nacional do Samba foi comemorado em grande estilo na quadra da campeã Portela, no sábado (2), durante a última Feijoada da Família Portelense de 2017. Além de se deliciar com a iguaria, o público que encheu o Portelão foi brindado com apresentações especiais do grupo Tempero Carioca, do Quintal do Pagodinho e da Velha Guarda da Portela, que fez uma emocionante homenagem aos 95 anos do compositor Casquinha, completados na última sexta-feira. O evento foi marcado, ainda, pela visita ilustre do jornalista e escritor Zuenir Ventura. 
 
Acompanhado da mulher Mary e do filho, o jornalista Mauro Ventura, o veterano, que é torcedor do Império Serrano, foi recepcionado pelo presidente Luis Carlos Magalhães, que os levou para ver o troféu do título do Carnaval 2017. Ainda na sala da presidência, Zuenir e seus familiares foram presenteados com chapéus personalizados e camisas do enredo de 2018. Depois de provar a famosa feijoada da casa e aplaudir com entusiasmo o show da Velha Guarda, o imortal da Academia Brasileira de Letras posou para fotos com Monarco, Tia Surica, o intérprete Gilsinho e a rainha de bateria Bianca Monteiro. "Eu adoro a Portela. Meu filho (Mauro) é portelense, entendeu? E tem Paulinho da Viola, que é meu querido amigo. É sempre um prazer muito grande estar aqui", disse o escritor.
 
Outro momento importante do evento foi a homenagem a Casquinha, que começou com discurso do presidente Luis Carlos Magalhães destacando a importância do sambista. Em seguida, Gilsinho cantou os sambas de 2017 e 2018 da escola e dedicou ao baluarte. A celebração teve, ainda, "Parabéns Pra Você" puxado por Monarco e os demais membros da Velha Guarda, e clássicos como "Recado", parceria de Casquinha e Paulinho da Viola.
 
Convidados especiais da tarde, Gabrielzinho do Irajá, Barbeirinho do Jacarezinho, Alamir e todo o time do Quintal do Pagodinho empolgaram o público com um repertório de grandes sucessos, como "Conflito" e "Parabólica". Teve até espaço para hits de Tim Maia e Seu Jorge, que foram cantados por J. Salles, um dos autores do hino da Portela para o próximo desfile. 
 
Além da boa comida e da música de qualidade, a feijoada também promoveu o início da campanha Dezembro Laranja, que alerta sobre os riscos do câncer de pele. Realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a iniciativa contou com a presença de Sérgio Palma, vice-presidente da entidade, que destacou a importância da prevenção contra a doença, e foi coroada com uma apresentação do casal de mestre-sala e porta-bandeira da Portela, Marlon Lamar e Lucinha Nobre. O pavilhão personalizado trazia o símbolo da escola de um lado e o da campanha da SBD do outro. O público ganhou fitinhas e ventarolas da ação #ControleoSol.
 
O encerramento da festa foi com uma exibição arrebatadora do elenco da azul e branco de Oswaldo Cruz e Madureira.
 
 

Crédito: Divulgação
Legenda: Presidente Luis Carlos Magalhães, rainha Bianca Monteiro, escritor Zuenir Ventura e intérprete Gilsinho
 

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Compositor Casquinha completa 95 anos

Hoje, 1º de dezembro, é dia de celebrar o aniversário do grande compositor Casquinha. Membro da Velha Guarda Show da Portela, o sambista, que participou do desfile campeão de 2017, é autor de clássicos como "Recado" (com Paulinho da Viola), "A Chuva Cai" (com Argemiro), "Falsas Juras" (com Candeia) e muitos outros.
 
Reconhecido também como um dos maiores representantes do samba sincopado, Casquinha, além da Portela, sempre amou o futebol. Jogador talentoso, disputou por diversas vezes a Segunda Divisão do Campeonato Carioca, defendendo, entre outras, as cores do Esporte Clube Oposição e do Brasil Novo.
 
O presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, e toda a diretoria da agremiação parabenizam este querido baluarte, desejando-lhe saúde e muitas felicidades. Hoje e sempre!
 

Liesa confirma rebaixamentos e cancelamento dos ensaios técnicos

Por Redação SRzd

Duas questões foram especuladas pelos sambistas nos últimos dias envolvendo o Carnaval do Rio de Janeiro.

A primeira envolve a possibilidade de cancelamento do rebaixamento do Grupo Especial de 2018, em razão da dificuldade financeira das agremiações para a construção dos desfiles.


A outra, seria uma reviravolta no cancelamento dos ensaios técnicos gerais por conta da liberação de uma verba federal anunciada no início da semana. Com o aporte financeiro do Ministério da Cultura, cada escola receberá cerca de R$ 2 milhões, o mesmo valor da folia anterior.

A Liesa garante que duas escolas serão rebaixadas para a Série A. A informação foi divulgada por Leonardo Bruno do “Extra”.

Sobre os ensaios técnicos, não há novidades. A entidade gestora do Carnaval carioca entende que não há mais tempo hábil para organizar o evento que simula os desfiles oficiais.

Vale lembrar que chegou a circular nas redes sociais, uma suposta grade de ensaios técnicos, desmentida pela Liesa.

No mês de outubro, o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, explicou o motivo do cancelamento dos ensaios técnicos gerais e apresentou detalhes dos valores investidos neste evento na temporada passada.

“O ensaio técnico está sendo cancelado porque a Liesa não tem recursos. Não tem como a gente fazer. Sem recursos, só se a gente tiver um patrocínio. Por enquanto, não tem. Por 15 anos, a Liga vem bancando sozinha esses ensaios . Isso aí, pra gente, é um custo de R$ 3,5 milhões a R$ 4 milhões por ano. O dinheiro é gasto com segurança, limpeza de banheiros, controle, carro de som, a gente banca tudo. Por 15 anos, a gente bancou. Este ano, infelizmente, não vamos conseguir fazer”, disse.

+ Colunistas do SRzd falam sobre cancelamento dos ensaios técnicos 2018. Leia aqui!

Os únicos ensaios autorizados pelo diretor de Carnaval da Liesa, Elmo José dos Santos, segundo contou o síndico da Marquês de Sapucaí, José Carlos Machine, ao SRzdenvolve os casais de mestre-sala e porta-bandeira, comissões de frente e alas coreografadas.

Fonte: www.srzd.com

Corte da Intendente Magalhães é presença confirmada no Trem do Samba deste sábado

Por Redação SRzd

Eleita no último final de semana, na quadra de ensaios da Difícil é o Nome, a primeira corte da Intendente de Magalhães para o Carnaval de 2018 promete agitar o Trem do Samba neste sábado (2) em homenagem ao Dia Nacional do Samba.

O Imperador do Samba Hélder Oliveira, a Imperatriz Shelen Oliveira, a 1ª Marquesa Luciana Catra e a 2ª Marquesa Suzy Lourenço foram os vencedores do concurso idealizado por Cristiano Costa Amendoim, que em outubro, apresentou a proposta ao presidente da Liesb, Gustavo Barros, que aprovou o projeto. Eles terão a responsabilidade de abrir os desfiles da Intendente nos dias de folia.

“Vamos embarcar no trem na Central do Brasil com muita alegria, simpatia e samba, representando todas as agremiações que desfilam em Campinho. Queremos agitar e dar um abraço em todos os foliões e brindar com felicidade o nosso dia”, disse Hélder, o Imperador do Samba.

O júri do concurso que consagrou a nova corte foi composto pelo assessor da Presidência da Riotur e produtor das estrelas do show business, Paulão; filha do presidente da Imperatriz Leopoldinense, Simone Drumond; ex-rainha de Bateria, atual presidente da tradição e diretora da Liesb, Raphaela Nascimento; assessor de Imprensa da Inocentes de Belford Roxo e passista Estandarte de Ouro da Grande Rio, Avelino Ribeiro; Rei Momo 2017, Fabio Arerê; Rainha do Carnaval 2017, Uillana Adães; Rainha do Carnaval 2015 e 2016, Clara Paixão; e a musa da Imperatriz Leopoldinense, Ketula Melo.

“Nosso evento recebeu centena de pessoas e contou com oito homens e quinze mulheres disputando o título, sendo a maioria já detentores de vitórias em outras disputas. Na verdade, foi difícil para os jurados apontarem os vencedores, mas foram escolhidos os que obtiveram o maior número de pontos. Os quesitos julgados foram: samba no pé, simpatia, elegância e postura. Foi mais um desafio vencido, pois sou operário do samba, amo o que faço, amo o Carnaval, o meu único pedido é que tenhamos mais respeito com os sambistas, para que tudo que plantamos lá atrás, venha gerar frutos futuros. Enquanto puder, e Deus permitir, irei contribuir, fazer, inventar e desenvolver o melhor para o carnaval. O surgimento dessas majestades irá dar mais glamour a passarela de Campinho e aos festejos de Momo. Quero agradecer a presença do vice-presidente da Lierj, Renato Thor; ao presidente da Liesb Gustavo Barros e sua comitiva; ao vice jurídico da Liesb, Marcelo Gonçalves; ao presidente do Conselho Deliberativo da Liesb, Sandro Avelar; a Betinha da Vigário Geral; ao Ninho da Difícil é o Nome; ao Robertinho da Jardim Bangu; e ao coordenador de passistas George Louzada. Um agradecimento especial ao coreógrafo Alex Coutinho que foi o responsável pela apresentação dos candidatos. Essas personalidades ajudaram a abrilhantar a noite. Estou muito feliz”, declarou Cristiano Amendoim.

O público sambou ao som da bateria do Grupo Samba Show e delirou com a apresentação da Império Ricardense e do intérprete da Engenho da Rainha, Lucas Donato, que deu um toque de alegria na galera cantando grandes sambas-enrendo. A festa terminou quando os primeiro raios de sol já estavam surgindo e deixou um gostinho de quero mais para o ano seguinte.

Fonte: www.srzd.com

Secretária de Cultura oferece arrecadação de shows no Terreirão do Samba para escolas da Lierj e Liesb

Por Redação Carnavalesco

A união e a vontade de fazer algo em prol do carnaval são fundamentais em momentos complicados. Vivendo situações extremamente difíceis as escolas da Série A, que desfilam na sexta e sábado no Sambódromo, e as escolas da Liesb, que se apresentam na Intendente Magalhães, ganharam uma oportunidade para amenizarem seus dramas. A secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira, recebeu o site CARNAVALESCO e indicou um projeto para ajudar o carnaval de base fundamental para cultura do Rio de Janeiro.

– Estamos realizando diversos shows no Terreirão do Samba. Sei da importância das escolas de samba da Lierj e da Liesb e acredito na força dessas comunidades que se identificam e lutam pelos seus desfiles. Por isso, ofereço que a gente utilize a renda dos ingressos desses shows e que ela seja revertida para os grupos de Acesso. Teremos shows da Alcione, Xande de Pilares, e muitas outras atrações. Vou chamar os representantes da Lierj e da Liesb já na próxima semana para apresentar essa proposta – explicou Nicelmar Nogueira.

Como o projeto nasceu durante a entrevista ao site CARNAVALESCO, o valor dos ingressos ainda não está definido. O certo é que haverá uma ampla divulgação dos shows e um chamamento para todos os sambistas participarem dos eventos, se divirtam e que também possam ajudar o carnaval das escolas da Lierj e da Liesb.

Na próxima segunda-feira o site CARNAVALESCO publicará a entrevista completa com a secretária de Cultura do Rio de Janeiro. Ela falou dos seus projetos para a pasta, abordou a relação do prefeito Crivella com o carnaval e tocou em assuntos importantes para a cultura da cidade e para os sambistas. Não perca!